1º Curso de Dança do Leão Chinês no Estado do Acre é promovido em Brasiléia

Curso terá duração de 40 horas com inscrições gratuitas para atletas

Curso de Dança do Leão Chinês em Brasileia (AC). (Foto: Glenilson Figueiredo/arquivo pessoal)
Curso de Dança do Leão Chinês em Brasileia (AC).
(Foto: Glenilson Figueiredo/arquivo pessoal)

A Associação Cultural e de Artes Marciais da Regional do Alto Acre (ACAMAA), através do Projeto Ponto “Cultura na Fronteira”, lançou o curso cultural Dança do Leão no município de Brasiléia, este é o 1º curso dessa modalidade a ser realizado no Estado do Acre, terá a duração de 40 horas/aula, com inicio dia 23/03/2013, sabado a partir das 09:00 horas da manhã, no Ginásio de Brasiléia Eduardo Lopés Pessoa, inscrições gratuitas ainda podem ser feitas no Centro Cultural de Brasiléia, sala do Ponto de Cultura e no local do Curso, as aulas estão sendo ministradas pelo Professor Nil aos sabados e domingos.

danca dragao aÉ o primeiro curso específico da arte lendária da Dança do Leão realizado no Acre. O professor Glenilson Figueiredo, vai ministrar os módulos, com 40 horas de duração, divididos em três etapas – realizadas em três finais de semana.

A realização desse curso é um marco na história do Kung Fu acreano, que sempre preza pelos princípios dessa arte milenar – diz Glenilson Figueiredo.

Para o Presidente da ACAMAA e Ponteiro do Ponto Cultura na Fronteira, Carlos Carvalho, “ o objetivo do projeto Ponto Cultura na Fronteira é incentivar o desenvolvimento dos diversos seguimentos culturais do nosso município, potencializa-los e também trazer novidades a cultura de Brasiléia e região.”

A dança do Leão é uma cerimônia realizada com o intuito de trazer sorte, felicidade e prosperidade, além de espantar espíritos maléficos na cultura chinesa. Antigamente na China, os participantes da Dança ficavam encarregados de proteger o local onde se oferecia o ritual da dança do leão, o ano todo, por isso somente os praticantes de kung fu mais bem treinados da escola podiam realizar tal dança.O ritual representa o Leão acordando, em busca de seu alimento (o alface – sómbolo de prosperidade e fartura) e brincando com o monge.Tratam-se de apresentações interativas, onde o Leão passa fazendo reverência ao público. É realizada por dois participantes representando o Leão (um na cabeça e outro na calda), três participantes tocando o Tambor, os pratos e o gongo e um participante representando o monge.

IMG_2294

O Ponto Cultura na Fronteira é financiado pelo Governo Federal, através do PRONASCI em Parceria com o Governo do Estado, através da Fundação Elias Mansour, executado pela Associação Cultural e de Artes Marciais da Regional do Alto Acre – ACAMAA, contando com a parceria da Prefeitura Municipal de Brasiléia e do SESC/ unidade de Brasiléia. O Ponto Cultura na Fronteira funciona no Centro Cultural em uma sala cedida pela Prefeitura Municipal de Brasiléia à ACAMAA em forma de comodato pelo tempo de duração do projeto.

Mais informações através dos sites: http://estilodragao.blogspot.com.br/ e http://pontoculturanafronteira.blogspot.com.br/

Comentários