Ação conjunta entre policias brasileira e boliviana conseguem recuperar arma furtada

Andrei foi preso no lado boliviano onde havia negociado a arma com narcotraficante peruano - Foto: Alexandre Lima
Andrei foi preso no lado boliviano onde havia negociado a arma com narcotraficante peruano – Foto: Alexandre Lima

Alexandre Lima

A ousadia de um bandido procurado por vários delitos na fronteira, resultou numa operação onde envolveu polícias civis da cidade de Brasiléia, Epitaciolândia e Força Especial de Luta Contra o Crime – FELCC, da cidade de Cobija, capital de Pando (Bolívia).

Segundo foi apurado, um policial civil que realizava uma diligencia numa moto, juntamente com outros dois colegas que estavam numa viatura caracterizada, que davam apoio numa busca de um homem que havia furtado a bicicleta da companheira e vendido para comprar drogas.

Em dado momento, o policial avistou o suspeito e parou num lugar distante para que pudesse chamar os colegas por celular. Não percebeu que havia estacionado próximo a Andrei Carlos Paes da Silva (19), também procurado por vários delitos, entre furtos de motos, comércio de armas furtadas e invasão de residências na fronteira.

Andrei achou que o policial civil estaria ligando para outros e fosse prende-lo. Num ato impensado, tentou retirar a arma do policial de qualquer forma o agarrando e mordendo seus antebraços, onde fez com que efetuasse disparos para o chão na tentativa de ser liberto.

Diante da dor causada pelas mordidas, o policial soltou o pente da arma no chão e soltou a arma na tentativa de se agarrar de vez com o meliante. Foi quando Andrei conseguiu se desvencilhar e correu rumo ao mato e tomou rumo ignorado.

Com a chegada dos colegas, foi alertado e chamado os agentes civis e militares para procurar, prender o jovem e recuperar a pistola. As buscas se estenderam pela noite por vários bairros na zona periférica da cidade, até localizar uma pessoa numa canoa e souberam que o havia levado para o lado boliviano.

Foi quando pediram apoio para a Força Especial de Luta Contra o Crime – FELCC, no lado boliviano e iniciaram buscas na cidade de Cobija. Depois de muita busca, já por volta de 1 hora da madrugada desta terça-feira, dia 5, localizaram o jovem.

Andrei estava escondido numa casa de narcotraficante peruano, próximo ao aeroporto, num bairro chamado de Pantanal, onde já havia negociado a arma por droga. Foi dito que caso não chegassem a tempo, a arma seria levado para o Peru horas depois.

Após detenção e recuperação da arma, Andrei foi transferido para a delegacia de Brasiléia, onde foi ouvido e aguarda transferência para o presídio na Capital nas próximas horas. O delegado Cristiano Bastos está a frente do processo contra o jovem que responderá por posse de arma de uso exclusivo e lesão corporal grave contra o policial.

Veja vídeo de Almir Andrade

Comentários