Acre ganha oito doutores em ciências florestais

Depois de quatro anos de árduos trabalhos no campo e em laboratório, oito profissionais acreanos conseguiram concluir no final de agosto o curso de Doutorado em ‘Ciências de Florestas Tropicais’ no Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia-INPA.

Os novos doutores, funcionários da UFAC, IBAMA-AC, IFAC-AC e ONG ambientais, integram a primeira turma formada no âmbito de uma colaboração entre o INPA e a UFAC, e que contou com o apoio financeiro da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior-CAPES, do Ministério da Educação.

O sucesso da parceria entre o INPA e a UFAC poderá resultar na abertura de uma nova turma de doutorandos acreanos no INPA. Isso, entretanto, dependerá da abertura de um novo Edital por parte da CAPES, previsto para ocorrer em fevereiro de 2018.

A iniciativa também contou com o apoio do Senador Jorge Viana (PT-AC), um entusiasta da exploração sustentável dos recursos naturais acreanos, que destinou emenda parlamentar para apoiar a realização das atividades acadêmicas e científicas.

Para o pesquisador Evandro Ferreira, Chefe do Núcleo do INPA no Acre, “Iniciativas como essa são fundamentais para o progresso do setor de ciência e tecnologia do Acre”. Segundo ele, “A exploração sustentável dos recursos florestais acreanos, que na atualidade se constituem em um dos maiores ativos econômicos do estado, demanda a participação de pessoal capacitado em técnicas avançadas, repassadas em cursos de pós-graduação, como no caso do Doutorado realizado pelos profissionais acreanos no INPA”.

William Flores, professor da UFAC e um dos novos doutores formados no programa INPA-UFAC, ressaltou o fato de o Doutorado “ter sido realizado na Amazônia, por instituições da Amazônia, priorizando pessoas que atuam e estão baseadas na região, abordando temas relevantes para a região”. Ele ressaltou ainda a variedade das pesquisas realizadas pelos novos Doutores, “que envolveu desde estudos básicos sobre o funcionamento da floresta, até o desenvolvimento de biotecnologias, como o protocolo para a propagação in vitro do bambu acreano”.

Para celebrar a conclusão do Doutorado e informar em primeira mão a sociedade local dos resultados das pesquisas realizadas, os novos doutores acreanos apresentarão palestras em um seminário que acontecerá na sala ambiente do Parque Zoobotânico da UFAC na manhã desta sexta-feira (15/09), com entrada franqueada a todos os interessados.

Comentários