Alemanha é tetra! Com gol de Götze, seleção alemã vence a Argentina por 1 a 0

capa2-
Gol foi marcado aos sete minutos do segundo tempo da prorrogação

O Globo/RIO — Tetracampeã! A Alemanha venceu a Argentina por 1 a 0, gol de Götze, e conquistou a Copa do Mundo pela quarta vez. A Argentina lutou, marcou muito, mas sucumbiu à superioridade alemã. Foi a primeira vez que uma seleção europeia foi campeã fora da Europa.

A Alemanha venceu também as Copas de 1954, 1974 e 1990.

O gol da vitória saiu aos sete minutos do segundo tempo da prorrogação. Schürlle arrancou pela esquerda e cruzou na área. Götze matou no peito e chutou de primeira, sem chances para Romero.

Este foi o 171° gol desta Copa do Mundo, igualando o recorde de gols marcados em Mundiais, junto com a Copa da França, em 1998.

esp_alemanha_trofeu

POSSE DE BOLA X MARCAÇÃO

O jogo foi marcado por uma oposição clara: a Alemanha teve a bola, enquanto a Argentina mostrou poder de marcação e velocidade na transição para o ataque. Em um primeiro tempo equilibrado, as duas seleções tiveram chances claras de marcar. Higuaín, aos 20 minutos, finalizou muito mal depois de receber um presente de Kroos. O alemão cabeceou para trás, mas a bola passou pelos zagueiros e não teve força para chegar a Neuer. O atacante argentinou ficou sozinho na cara do goleiro, mas bateu para fora. Higuaín teve ainda um gol bem anulado, pois estava impedido no instante em que Lavezzi deu o passe, aos 29 minutos.

Aos 39, Messi arrancou pela direita, deixou os marcadores para trás e tocou fraco na saída de Neuer. A bola passou pelo goleiro, mas Boateng salvou em cima da linha. Três minutos depois, Mascherano errou um passe no meio, e a Alemanha teve espaço para o contra-ataque. Müller partiu na direita e tocoupara Klose. O atacante ajeitou para Kroos, que bateu fraco, para boa defesa de Romero.

A melhor chance alemã veio já nos acréscimos da primeira etapa. Kroos bateu escanteio, e Hoewedes cabeceou na trave. Pouco antes, Schürlle, que entrara no lugar de Kramer, levou perigo em um chute de fora da área, mas Romero fez a defesa.

GÖTZE MARCA NO FIM

O segundo tempo apresentou uma dinâmica parecida, mas a Argentina perdeu velocidade aos poucos. Com a entrada de Agüero no lugar de Lavezzi, a equipe de Alejandro Sabella passou a jogar com dois atacantes mais fixos — Agüero e Higuaín. Logo aos dois minutos, Messi bateu cruzado e levou perigo. O camisa 10 levou perigo de novo aos 29, quando recebeu na esquerda, cortou para o meio e bateu para fora. Já a Alemanha desperdiçou uma boa oportunidade aos 25, quando Schürlle recebeu dentro da área, mas se atrapalhou e deixou a bola para Romero. Dez minutos depois, em uma jogada bem organizada, Özil tocou para Kroos na entrada da área, mas o jogador bateu fraco, à esquerda do gol de Romero. Pouco antes do fim, Götze, que entrara no lugar de Klose, foi fominha e resolveu chutar de fora da área, quando a melhor opção era o passe para Kroos.

2014-733549973-Globo_Eventos_Ivo_Gonzalez_A_DCIM_100EOS1D__IVO4249.JPG_20140
Após 24 anos, equipe comandada por Joachin Löw volta a levantar a taça; gol da vitória foi marcado por Götze já no segundo tempo da prorrogação

Com as duas seleções nitidamente esgotadas fisicamente, o primeiro tempo da prorrogação foi equilibrado. Logo com um minuto, Schürlle teve uma boa chance, mas chutou em cima de Romero. Aos seis, Rojo lançou Palacio. Hummeles falhou, não cortou o passe, e a bola sobrou para o atacante argentino. Mas Palácio dominou mal, deixou a bola escapar e só conseguiu dar um toque por cima de Neuer, mas a bola foi para fora.

Aos sete minutos do segundo tempo, Schürlle arrancou e cruzou para Götze, que marcou o gol do tetracampeonato alemão. A Argentina ainda tentou levar a partida para os pênaltis, mas a cabeçada de Messi saiu rente ao travessão.

ALEMANHA 1 X 0 ARGENTINA

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)

Data/Horário: 13/07/2014, às 16h

Árbitro: Nicola Rizzoli (Itália)

Público: 74.738 torcedores presentes

Cartões amarelos: Schweinsteiger, Hoewedes, Mascherano, Agüero

Cartão vermelho:

Gols: Götze (7’/2°T da prorrogação)

ALEMANHA: Neuer; Lahm, Boateng, Hummles e Hoewedes; Kramer (Schürlle, 31’/1°T) e Schweinsteiger; Kroos, Özil (Mertesacker, 15’/2°T da prorrogação) e Müller; Klose (Götze, 42’/2°T). Técnico: Joachim Löw.

ARGENTINA: Romero; Zabaleta, Garay, Demichelis e Rojo; Mascherano, Lucas Biglia e Enzo Pérez (Gago, 42’/2°T); Messi, Lavezzi (Agüero, intervalo) e Higuaín (Palácio, 32’/2°T). Técnico: Alejandro Sabella.

Comentários