Ambulância do SAMU pifa ao tentar socorrer envolvidos em acidente

Uma criança que teve fêmur quebrado foi levada em carroceria de camionete

Alexandre Lima

Uma cena lamentável foi registrada no final da tarde deste sábado na cidade de Brasiléia. Um acidente envolvendo uma moto e uma criança, demonstrou a fragilidade em que se encontra a saúde na fronteira, no tocante aos veículos que deveriam realizar o resgate dessas pessoas.

O acidente em questão, aconteceu quando um casal trafegava de moto numa das ruas do Bairro José Baúna, sentido centro da cidade, quando foram surpreendidos pela criança que estava de bicicleta e atravessou na frente.

A criança foi a que mais se machucou. Além dos ferimentos, teve o fêmur da perna esquerda quebrado no impacto contra a moto. O casal, também sofreram lesões e arranhões pelo corpo ao cair na rua e todos tiveram que esperar pela ambulância do SAMU, que foi acionada por terceiros.

Após chegar no local do acidente, realizar os primeiros socorros e colocar todos dentro da ambulância, os socorristas do SAMU foram surpreendidos ao tentar ligar o veículo que não funcionou. Diante da situação, transeuntes ainda tentaram ajudar empurrando para ver se funcionava.

Diante da impotência, resolveram ligar para os socorristas do Corpo de Bombeiros, para que pudessem transferir os feridos de carro e chegar no hospital. Com o tempo correndo, resolveram colocar a criança na carroceria de uma camionete, já que sua situação era mais delicada devido o ferimento da perna.

Alguns minutos depois, foi a vez do casal serem transferidos para a ambulância do Corpo de Bombeiro e serem levados. Somente depois, foi possível ligar a ambulância que retornou para o hospital.

Segundo o pai, devido a fratura no fêmur, a criança teve que ser transferida à Capital para poder ser cirurgiada, já que o hospital de Brasiléia não dispõe de uma sala apropriada para atender esse tipo de trauma.

A preocupação dos pais, seria o fato do filho ser transferido para rio Branco na mesma ambulância que acabara de apresentar problemas. “Estamos nas mãos de Deus agora”, disse o pai antes de embarcar.

Veja imagens exclusivas feitas por celular e cedidas ao jornal oaltoacre.com abaixo, de pessoas que tentaram em vão, fazer com que o veículo funcionasse.

Comentários