Após ataques criminosos em Rio Branco, Segurança prende mais de 20 pessoas

ônibus foram incendiados em retaliação a bloqueio de sinal telefônico em presídios de Rio Branco (Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros)

Com grupo, polícia encontrou celulares e garrafas com gasolina. Ataques iniciaram na noite de sábado (5) com homicídios, incêndios e tiroteios.

G1/Acre

A Segurança Pública informou que 26 pessoas foram presas após vários ataques criminosos na noite de sábado (5) e manhã deste domingo (7) em Rio Branco. Ao todo, 13 pessoas foram presas em Rio Branco, três em Feijó e dez em Brasileia, interior do Acre. Ainda segundo a Segurança, o policiamento foi reforçado em todo o Acre e uma estratégia deve ser traçada para combater outros casos de homicídios, incêndios e tiroteios.

Em nota oficial divulgada no Facebook, a Secretaria de Segurança Pública do Acre (Sesp-AC) disse que os ataques foram uma retaliação de facções ao bloqueio de sinal telefônico nas unidades prisionais da capital. Por isso, a Segurança também foi reforçada nos presídios.

Os 26 presos seriam integrantes de facções criminosas. Conforme o balanço da polícia, foram registrados sete focos de incêndios em Rio Branco e outros três no interior do estado. Com o grupo, a polícia apreendeu celulares que seriam utilizados para a comunicação entre os membros de facções além de garrafas com gasolina e entorpecentes. Conforme a polícia, a identificação de outros criminosos está em fase de finalização e outras pessoas devem ser presas.

Rio Branco registrou três homicídios na noite de sábado (5) (Foto: Simone Oliveira/Arquivo Pessoal)

Homicídios

Ao todo, foram registrados três homicídios em Rio Branco que são ligados à guerra entre facções. Um dos homicídios, segundo a polícia, ocorreu no conjunto habitacional Cidade do Povo. A vítima, Jazon Oliveira dos Santos, de 26 anos, morreu após tentar assaltar um comércio no bairro e acabou sendo alvejada pelo segurança do local.

Ainda no Segundo Distrito, um homem foi morto por volta de 19h45 no bairro Areal, na Avenida Amadeo Barbosa. A vítima foi identificada como Alan Freitas de Souza, de 28 anos, informou a polícia.

Outra vítima foi José Francisco Araújo da Silva, de 35 anos, que foi morto com um tiro na cabeça e outro no peito. O crime também ocorreu na noite de sábado no bairro Vitória.

Ônibus incendiados

De sábado (5) até às 9h34 deste domingo (6) quatro ônibus foram incendiados segundo o Corpo de Bombeiros. A PM-AC informou que fez o acompanhamento dos ônibus até a última rota do dia após o ataque.

O Corpo de Bombeiros informou que a primeira ocorrência foi registrada na parada final do bairro Canaã, onde ao menos dez pessoas foram ao local e atearam fogo. Em seguida, houve uma tentativa de incêndio a um outro ônibus no bairro Taquari, mas o motorista e o cobrador conseguiram conter as chamas e levaram o veículo para a garagem.

O mesmo não ocorreu na Cidade do Povo em que um outro ônibus foi incendiado durante a noite. O Corpo de Bombeiros também foi acionado para atender uma ocorrência de incêndio em uma ponte que liga o bairro Belo Jardim ao Santa Inês. Já na manhã desde domingo (6) o órgão foi atender uma nova ocorrência no bairro Belo Jardim, dessa vez um ônibus foi incendiado no local.

Três ônibus foram incendiados durante a noite, segundo o Corpo de Bombeiros (Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros)

Comentários