Assassino de “Palhinha” confessa crime e conta detalhes

Ele amarrou os pés e as mãos da vítima para poder afogá-lo em um balde dentro da cela.

Roniely Moraes de Araújo,20, confessou o crime - jururaonline
Roniely Moraes de Araújo,20, confessou o crime – jururaonline

Na delegacia, Roniely Moraes de Araújo,20, confessou o crime e deu detalhes de como cometeu o homicídio contra Manoel de Jesus, 32.

“Segundo ele, primeiro deu um “gato” na vítima e após ter desmaiado o amarrou nas mãos e pernas e o colocou de cabeça para baixo dentro do balde com água que havia na cela”, disse o delegado do caso, Vinícius Almeida.

Em depoimento ao delegado, Roniely afirma que os dois já tinham se desentendido antes e que teria prometido à vítima que na primeira oportunidade o mataria. A ocasião foi na noite de ontem, quando os dois dividiram celas com mais dois detentos.
Os dois estavam em corretivo por indisciplina junto a mais três presos. Ele matou Manoel de Jesus afogado dentro de um balde d’agua usado para lavar roupas.

Segundo o irmão da vítima, Antonio Romário da Silva, Roniely teria inicialmente dito à “Palhinha” que se tratava de uma “brincadeira”, enquanto atava suas mãos e pés, impossibilitando qualquer reação por parte da vítima.

Na delegacia, Roniely negou que tenha usado este artifício para amarrá-lo. Os outros dois companheiros de cela não interferiram.Um deles era idoso e o outro muito franzino para esboçar qualquer reação contra Roniely.

Manoel de Jesus Benevenuto, 32, tinha várias passagens pela polícia e cumpria pena por furto qualificado. Estava preso na Unidade de Recuperação Social desde agosto de 2012. Roniely Moraes de Araújo, 20,cumpria pena por assassinato e estava preso a aproximadamente cinco meses.

Comentários