Banco do Brasil deixa população e turistas sem dinheiro na fronteira do Acre

banco_quebrado_1Alexandre Lima, com almir Andrade

As denuncias já são velhas. Neste dia 1 de Maio, Dia do Trabalhador e feriado nacional, às cidades de Brasiléia e Epitaciolândia por estarem localizadas na fronteira com a Bolívia, são alvos de muitos turistas nestas, quando resolvem se deslocar da capital, Rio Branco, para realizar compras em Cobija, capital do estado de Pando.

Assim, os comércios em geral, principalmente restaurantes, pousadas e hotéis entre outros, ganham com esse movimento. Mas, um inconveniente vem persistindo a tempos e isso vem tirando do sério, os turistas e donos desses estabelecimentos comerciais.

Nem sempre, os turistas possuem cartões de créditos, mas carregam consigo, cartões para saques nos caixas eletrônicos e preferem não carregar grandes quantidades de dinheiros em seus bolsos. Daí, quando precisam, vão ao caixa mais próximo.

O que não contavam, é encontrar os  caixas que as vezes estão quebrados ou fora de sistema, sem o devido dinheiro para poder sacar. Fato que lhes causam problemas para poder pagar as contas dos hotéis, restaurantes e até mesmo, abastecer seus veículos.

Esse problema foi registrado na agência do Banco do Brasil localizado na cidade de Epitaciolândia neste dia. As reclamações foram muitas e o vice-prefeito, Raimundo Gondim, falou sobre o caso.

Veja a vídeo-reportagem abaixo.

Comentários