Bombeiros irá pedir multas pesadas contra queimas irregulares na fronteira

Durante quase todo o domingo, homens do bombeiros combateram fogo na zona rural de Brasiléia.
Alexandre Lima

O domingo que deveria ser de descanso para muitos, foi mais um dia de luta para os soldados do 5º Batalhão dos bombeiros do Alto Acre, localizado na cidade de Epitaciolândia, distante cerca de 230km da capital acreana, Rio Branco.

As chamas passaram de quatro metros com ajuda dos ventos.

Durante quase todo o dia, os combatentes que estavam de plantão tiveram que lutar contra o fogo que teimava em se espalhar na zona rural, cerca de 5km da cidade de Brasiléia, dentro do Polo Wilson Pinheiro.

Segundo foi levantado, um morador tentou realizar o acero de forma irregular em sua propriedade, mas perdeu o controle das chamas que se espalhou pelo mato seco do campo. Diante do desespero, resolveu ligar para o Corpo de Bombeiros, através do 193 (emergência).

Por mais de horas, os combatentes tiveram que usar vários equipamentos para debelar as chamas pelo campo. Diante do clima seco do verão que mal começou, os Bombeiros orientam para que ninguém realize queimas, afim de evitar tragédias.

Informaram que estarão procurando autoridades dos municípios que fazem cobertura, para que seja imposta multas severas para quem realizar queimas irregulares, em períodos de seca, visando a segurança da população.

Comentários