Brasileiros agradecem ao Ministério da Saúde medida que permite adesão igualitária ao Mais Médicos

“A ordem é dialogar com a sociedade e buscarmos juntos as soluções para melhorar o país”, disse Gladson Cameli sobre o governo Temer

Brasileiros de vários estados formados em medicina no exterior, e que tiveram a garantia nesta terça-feira (18) do secretário de Gestão do Trabalho e da Educação da Saúde – SGTES, do Ministério da Saúde, Rogério Abdalla, sobre a revisão dos critérios do edital para adesão de médicos ao Programa Mais Médicos do Brasil, e de oferecer para brasileiros formados no exterior, vagas no programa federal inicialmente previstas para cubanos, fizeram questão de se reunir na manhã desta terça-feira (19), no auditório do Hotel Pinheiro, para agradecer a medida tomada pelo governo federal.

Acompanhado do senador Gladson Cameli (PP-AC), do deputado estadual Nicolau Junior (PP), do deputado federal Alan Rick (PRB-AC), do coordenador geral de ações estratégicas do departamento de gestão da educação da saúde, Gilberto Regueira Alves Laranjeiras, Rogério Abdala ouviu atentamente os agradecimentos.

Um dos médicos formados no exterior que falou em nome da turma foi Luiz Carlos de Oliveira Junior. Ele disse que agora definitivamente os acreanos vão poder concorrer em condições iguais nas vagas que forem abertas em todo o país. Os médicos acreanos se sentiam prejudicados no acesso uma vez que o edital considerava a distância entre o município de lotação e o município de naturalidade dos profissionais.

“Agora sim, definitivamente a questão vai sair do discurso. Estamos aqui para agradecer o secretário Abdala, o senador Gladson Cameli que tem sido um grande parceiro nessa batalha, o deputado federal Alan Rick que vem nessa batalha há muito tempo, o deputado Nicolau Junior e todos que estão nessa luta que não é somente nossa, mas do Brasil”, disse Luiz Carlos.

O senador Gladson Cameli agradeceu ao presidente Michel Temer e disse que há um diferencial na equipe do Palácio do Planalto. “A ordem é dialogar com a sociedade e buscar juntos as soluções para melhorar o país. A saúde é um dos grandes desafios de todos nós, a vitória na questão do Mais Médico é nossa, pois a oportunidade está dada e a execução do que foi tratado aqui vai ser dada o mais rápido possível”, disse Cameli.

O secretário Rogério Abdala agradeceu aos estudantes e voltou a reafirmar o compromisso do governo federal com o programa Mais Médicos. De acordo com ele, o ministro Ricardo Barros vem dando passos importantes para uma mudança no perfil do programa. “A determinação é cada vez mais ir aumentando a presença do brasileiro, que é a nossa prioridade, e o Acre agora vai concorrer em todo o Brasil com chances iguais”, disse Abdala.

Pela primeira vez, além da reposição de rotina, estão sendo disponibilizadas vagas antes ocupadas por profissionais da cooperação com a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS). A medida faz parte das ações do Ministério da Saúde para ampliar a participação de brasileiros.

O deputado estadual Nicolau Junior fez questão de frisar que o secretário Rogério Abdala fez uma agenda de diálogo com os segmentos e instituições ligadas à saúde. “Isso nunca aconteceu, secretário de ministério vinha aqui e ficava trancado em gabinete. O secretário Abdalla está ouvindo vocês e se colocando à disposição para resolver os problemas da saúde do Acre”, destacou Nicolau.

 

Comentários