Cansados de assaltos mototaxistas fecham delegacia no Juruá

Em menos de um mês, 5 mototaxistas foram assaltados. Manifestantes percorreram ruas da cidade para pedir providências.

0CRUZEIRO

Centenas de mototaxistas de Cruzeiro do Sul (AC) participaram de uma manifestação, na manhã de terça-feira (21), para cobrar da Polícia Civil mais agilidade e rigor nas investigações contra assaltos cometidos a motoqueiros. Segundo o sindicato da categoria, em menos de um mês, cinco mototaxistas foram vítimas de roubo e a polícia não estaria dando a resposta esperada.

Os manifestantes percorreram algumas ruas no centro de Cruzeiro do Sul e se concentraram em frente a delegacia geral da cidade interditando o trânsito no local. “O nosso trabalho também é importante para a população e mesmo com essa frequencia de assaltos, a polícia não conseguiu prender ninguém. Nós somos alvos fáceis dos bandidos e não podemos fazer justiça com as próprias mãos. Hoje estamos aqui fazendo um pedido de socorro”, comenta Antônio Francisvaldo Nobre, presidente do sindicato dos mototaxistas.

O crime mais recente aconteceu na tarde de segunda-feira (20). O mototaxista Francisco Cândido Brito, de 26 anos, transportava um homem que anunciou o assalto. “Ele encostou uma faca, me levou para uma rua deserta e de lá, pra dentro de um matagal. Em seguida fui amarrado e só consegui me soltar meia hora depois. Ele levou minha carteira com os documentos e cerca de R$ 300”, relata a vítima.

O delegado Luiz Tonini, responsável pelo setor de investigações de crimes contra o patrimônio, informou que todos os assaltos cometidos contra os mototaxistas estão sendo investigados.

Fonte: vozdoacre

Comentários