Carro estoura pneu e perde duas rodas ao cair em buraco na BR-317

Após cair no buraco, um pneu estourou, uma roda amassou e a outra rachou ao meio.

Os buracos que proliferam a cada dia na BR-317 vêm sendo a causa de vários acidentes automobilísticos, muitos deles com mortes fatais.

No final de 2012, somente uma das empresa instaladas no município de Epitaciolândia que trabalha com a recuperação de pneus e rodas, atendeu cerca de 70 veículos que tiveram algum tipo de problema na 317.

O alinhador José Raimundo Gosalves de Abreu diz que todos os dias chegam veículos danificados em sua oficina/Fotos: Agência ContilNet
O alinhador José Raimundo Gosalves de Abreu diz que todos os dias chegam veículos danificados em sua oficina/Fotos: Agência ContilNet

Na última quarta-feira (2), mais uma pessoa quase perde a vida am cair com seu veículo tipo Malibu, da Chevolett, em um grande buraco que está localizado há cerca de 20 quilômetros de Epitaciolância.

Roda amassada e inutilizada; prejuízo de quase dois mil reais
Roda amassada e inutilizada; prejuízo de quase dois mil reais

O motorista, que reclamava muito enquanto almoçava em um restaurante da cidade, não quis se identificar, mas pediu que a reportagem da Agência ContilNet fosse até a oficina mecânica para ver o estado em que ficaram duas, das quatro rodas de seu veículo.

Após cair no buraco, um pneu estourou, uma roda amassou e a outra rachou ao meio. “Ele teve muita sorte em ter saído com vida”, disse o alinhador José Raimundo Gosalves de Abreu, 41 anos, que atende dezenas de veículos todos os meses no seu local de trabalho.

O proprietário da empresa, segundo contou um de seus funcionários à ContilNet, perdeu uma filha de cinco anos de idade no ano passado, ao cair em um buraco na BR-317.

De acordo com José Raimundo, o prejuízo do priprietário do veículo danificado deverá ficar em torno de dois mil reais.

Da Redação da Agência ContilNet
Veículo Malibu, da Chevrolett em uma oficina mecânica, em Epitaciolândia
Veículo Malibu, da Chevrolett em uma oficina mecânica, em Epitaciolândia

Comentários