Começam os investimentos para saneamento ambiental nos municípios isolados do Acre

Governo vai investir em saneamento nos municípios isolados (Foto: Arison Jardim/Secom
Governo vai investir em saneamento nos municípios isolados (Foto: Arison Jardim/Secom

O governador Tião Viana recebeu na manhã desta quarta-feira, 19, em seu gabinete, o diretor-presidente do Departamento Estadual de Pavimentação e Saneamento de Rio Branco (Depasa), Gildo César, e o secretário de Obras Públicas, Wolvenar Camargo. No encontro, os gestores públicos apresentaram as datas e os valores dos investimentos do Programa de Saneamento Ambiental e Inclusão Socioeconômica do Acre (Proser), que atenderá 99% do território das cidades mais isoladas do Acre com água e esgoto tratado, além de diversos benefícios.

Os investimentos para o programa são provenientes do Banco Mundial (Bird), e serão contemplados os municípios isolados de Jordão, com o valor de R$ 31,1 milhões, Santa Rosa, com R$ 10 milhões, Marechal Thaumaturgo, com R$ 20,4 milhões e Porto Walter, com R$ 26,4 milhões. Cruzeiro do Sul também receberá os investimentos para saneamento ambiental, com R$ 60 milhões vindos do Bird e R$ 50 milhões de emendas parlamentares.

A meta do Proser é cobrir 99% dos territórios dessas cidades com saneamento integrado e ambiental, esgotamento sanitário (coleta e tratamento de esgoto), pavimentação, drenagem e aterros sanitários. Os projetos também contemplam a criação de praças, portos e escadarias nos rios. “Estamos apresentando a proposta para o governador Tião Viana, identificando prazos, investimentos e marcando o início das obras, que devem ocorrer logo no começo de 2013”, disse Gildo César.

Segundo a diretora de saneamento do Depasa, Dannya Coutinho, os primeiros R$ 20 milhões já serão licitados em janeiro para dar o pontapé inicial das obras. São R$ 5 milhões para cada município. “Em fevereiro já haverá empresas se mobilizando para o transporte dos materiais para essas regiões mais isoladas”, explica Dannya.

Com as melhorias significativas no saneamento dessas cidades, a redução dos índices de enfermidades causadas pela falta de higiene e contato com água contaminada na região se tornará uma das principais consequências. Entre as prioridades do governo Tião Viana, está a área da saúde, com a elevação no interior do Estado e a cobertura de saneamento – hoje de 0% – para 99% .

Comentários