Comitê dos 11 mil se reúne com presidente da Câmara Federal em Brasília

Apenas os senadores petistas Jorge Viana e Aníbal Diniz não participaram da agenda dos 11 mil servidores em Brasília.

Gina Menezes, da Agência ContilNet

O chamado “comitê dos 11 mil”, composto por deputados estaduais e sindicalistas das mais diferentes categorias, está, desde as primeiras horas desta manhã (4), em uma peregrinação de reuniões em Brasília.

O comitê está em busca de uma solução que resulte na permanência dos 11 mil servidores acreanos em seus postos de trabalho.

Pela manhã, as lideranças políticas estiveram reunidas na primeira secretaria da câmara/Foto: Luís Cruvinel
Pela manhã, as lideranças políticas estiveram reunidas na primeira secretaria da câmara/Foto: Luís Cruvinel

Eles estão ameaçados de demissão por conta da Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 3609, que tornou nula a efetivação destes servidores por meio de uma lei estadual.

O comitê  e vários representantes da bancada federal acreana estiveram em reunião com o presidente da Câmara Federal, Henrique Alves.

Depois de várias discussões, o comitê e representantes da bancada federal acreana chegaram à conclusão que a melhor alternativa é que seja reapresentado para votação o Projeto de Emenda à Constituição (PEC) número 54/99.

Foto: Assessoria
Foto: Assessoria

Esta PEC dispõe que o pessoal em exercício, que não tenha sido admitido por concurso público, estável ou não, passe a integrar quadro temporário em extinção, à medida que vagarem os cargos ou empregos respectivos.

A alternativa já havia sido debatida pelos sindicatos no Acre, mas foi posta como segunda opção pelo fato da PEC ser considerada antipática pela grande mídia, o que tornaria difícil a respectiva aprovação da matéria.

Comentários