Conab repassa R$ 79 mil para extrativistas de borracha no Acre

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), por meio da Superintendência Regional do Acre (Sureg/AC), repassou, nos primeiros dois meses do ano, R$ 79.211,36 às associações e cooperativas de extrativistas de borracha nativa, o equivalente a 81% de todo o valor subvencionado em 2012. A ação faz parte da Política de Garantia de Preços Mínimos (PGPM).

Foram contemplados 81 extrativistas nos municípios de Rio Branco, Brasiléia, Xapuri, Plácido de Castro e Capixaba. A Conab adquiriu, entre janeiro e fevereiro de 2013, 40 mil kg do produto, contra os 44 mil kg comprados em 2012. Dada a situação do mercado, há uma expectativa de que o crescimento nos repasses fique em torno de 100% até o final da safra 2012/2013, segundo avaliação do superintendente da Sureg/AC, Filomeno de Freitas. “Os maiores beneficiados são os extrativistas nativos, que voltaram a extrair o látex e a comercialização do produto e não desmatam a floresta”, avalia Freitas.

Em 2012, a Superintendência Regional do Acre subvencionou por meio da PGPM-Bio 44.993 kg de Borracha Nativa, repassando o montante financeiro de R$ 97.674,38 a contemplando ao todo 93 extrativistas. Esta intervenção, por parte do governo federal, deve-se ao fato que os preços de mercado estão abaixo do preço mínimo para a Borracha Nativa, atualmente fixado em R$3,91 por quilo.

PGPM-Bio

Criada em 2008, a PGPM-Bio é uma modalidade de subvenção direta que prevê ao extrativista o recebimento de um bônus caso efetue a venda de seu produto por preço inferior ao preço mínimo fixado pela Conab.

Fonte: CDI – Panorama Brasil

Comentários