Consultora da Unesco visita haitianos em Brasiléia e se reúne com secretário

Com o objetivo de construir material educativo voltado para o atendimento humanizado aos imigrantes, a consultora da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e Cultura (Unesco) Alessandra Teixeira fez, na quarta, 20, uma visita aos cerca de 700 haitianos que estão no abrigo mantido pelo Governo do Estado em Brasiléia.

Na quinta, 21, a pesquisadora reuniu-se com o secretário estadual de Justiça e Direitos Humanos, Nílson Mourão, a coordenadora da Divisão de Apoio aos Imigrantes e Refugiados Mirtes Lima, o assessor de Planejamento Ruscelino Barboza e a coordenadora do Centro de Referência em Direitos Humanos Maria da Luz França, na sede da Sejudh, em Rio Branco, para tratar de elementos de sua pesquisa.

Na ocasião, a consultora também conheceu todas as ações promovidas pela Sejudh no apoio aos imigrantes haitianos. O secretário Nílson Mourão apresentou uma retrospectiva histórica do atendimento aos imigrantes desde 2010, e solicitou o apoio da  Unesco para construir novas parcerias com outras instituições. (André de Araújo / Assessoria Sejudh)

Comentários