Data de combate à exploração sexual de crianças e adolescentes é marcada com passeata em Brasiléia

DSC_4608

O evento contou com a participação de alunos das escolas KJK, IOP, Fontinele, acadêmicos e representantes da Unopar, além de funcionários da Secretaria de Ação Social do Município de Brasiléia e convidados.

WILIANDRO DERZE, assessoria PMB

Na última sexta-feira, 17, o município de Brasiléia foi palco da Passeada de Luta e Combate a exploração sexual contra crianças e adolescentes. Um grande público participou do evento levando faixas cartazes para marca o dia 18 de maio.

A data foi escolhida pelo dia que marcou um violento crime que ocorreu na cidade de vitória no Estado do Espírito Santo. No ano de 1973 uma criança acabou sendo raptada, estuprada e assassina. O crime ficou conhecido como “Caso Araceli”, que acabou chocando do país, pela violência cometida por jovens de classe média e alta daquela cidade.

O início da passeada começou na Praça Valdemir Lopes, ás 16:30 horas com a participação de alunos das escolas KJK, IOP, Fontinele, acadêmicos e representantes da Unopar, além de funcionários da Secretaria de Ação Social do Município de Brasiléia e convidados.

Ao longo da passeata as mensagens davam alusão ao combate à exploração sexual de crianças e adolescentes. Muitos que acompanhavam a passeata acabaram participando do evento e seguindo os integrantes do evento.

A secretária de Ação Social, Lindaci Franco destacou a importância do evento e disse que o evento mostrava o empenho de toda a comunidade para combater os crimes praticados contra as crianças e adolescentes.

O encerramento do evento aconteceu na Praça Ugo Pollyto, com a soltura de balões simbolizando a paz esperada por todos e uma apresentação Teatral.

 

Comentários