Definidos os critérios para escolha dos Ramais do Povo

O diretor-presidente do Departamento de Estradas de Rodagem do Acre, Ocírodo Oliveira, explica que o programa Ramais do Povo é uma inovação (Foto: Sérgio Vale/Secom)
O diretor-presidente do Departamento de Estradas de Rodagem do Acre, Ocírodo Oliveira, explica que o programa Ramais do Povo é uma inovação (Foto: Sérgio Vale/Secom)

Os critérios que vão definir a escolha das regiões contempladas pelo programa Ramais do Povo, que será lançado pelo governador Tião Viana em breve, foram definidos nesta quarta-feira, 27. Serão beneficiados 3,3 mil quilômetros na primeira etapa.

Também foi definido o modelo de trabalho adotado pelo programa, que será o tripé bueiro, ponte e melhorias – entenda-se saídas de água, piçarramento.

O diretor-presidente do Departamento de Estradas de Rodagem do Acre (Deracre), Ocírodo Oliveira, explica que o programa Ramais do Povo é uma inovação no sentido de centralizar a atenção nos ramais produtivos, com maior número de moradores e que abrigam escolas e postos de saúde.

O programa será executado em todos os municípios. Os projetos de topografia estão em fase de conclusão e em seguida será aberto processo licitatório. Na primeira etapa serão beneficiados 3,3 mil quilômetros de ramais, e 1,7 mil quilômetros ficarão para a segunda fase.

Governador Tião Viana definiu detalhes do programa Ramais do Povo (Foto: Sérgio Vale/Secom)
Governador Tião Viana definiu detalhes do programa Ramais do Povo (Foto: Sérgio Vale/Secom)

Segundo o presidente do Deracre, nos critérios de escolha, além de verificar se há alta densidade demográfica, produção agrícola, se há postos de saúde e escolas, também será levada em conta a indicação dos movimentos sociais ao longo dos últimos 12 anos.

“Ano após ano, os movimentos sociais, seja da educação, saúde ou produção, são ouvidos para apontar quais as prioridades para melhoramento, que ramais devem ser contemplados. E essas sucessivas indicações terão bastante peso na hora da escolha, pois indicam que há realmente necessidade de melhoria e que beneficia um número maior de pessoas”, disse Ocírodo.

Comentários