Delegacia de Assis Brasil continua sem carceragem; MP abre inquérito para apurar eventual omissão

 Da redação, com ac24horas

A Delegacia de Policia Civil da cidade de Assis Brasil continua com o setor de carceragem interditado desde outubro do ano passado. O Ministério Público do Estado do Acre vai abrir inquérito civil para apurar responsabilização por ilícitos que tiverem sido cometidos, incluída a eventual omissão estatal.

É o que diz a portaria assinada pelo promotor de justiça Ildon Maximiano Peres Neto. Em sua narrativa, o promotor destaca dificuldades no exercício das atividades da Policia Civil “pelo tímido fornecimento de materiais para funcionamento da Delegacia, como água, combustível e outros produtos”.

A assessoria de imprensa da Secretaria de Policia Civil informou que o secretário Emylson Farias esteve na última quinta-feira (28) no município de fronteira, com técnicos da Secretaria de Obras Públicas do Governo e garantiu o início das obras para este mês.

Ainda de acordo informações da assessoria, um novo prédio será construído no local, com padrão de Delegacia Regional e com a inclusão do Enafron – Estratégia Nacional de Segurança de Fronteira – na estrutura de funcionamento.

A assessoria garante que o serviço da Policia Civil continua funcionando normalmente. Os presos de Assis Brasil são encaminhados para a cidade de Brasileia.

Comentários