Deputada Leila Galvão diz que falta dinheiro nos caixas do Banco do Brasil, cidade de Brasiléia e Epitaciolândia no Alto Acre

Disse ainda que aposentados e pessoas que se deslocam de seringais até as cidades para realizar saques, muitas vezes voltam para suas casas sem ter conseguido realizar suas transações no banco

O Banco do Brasil é motivo de muitas reclamações e gostaria que essa reivindicação fosse oficializada à superintendência (Foto: Reprodução)
Da Redação com Andressa Oliveira

Durante a sessão desta quinta-feira (7), a deputada Leila Galvão (PT) reivindicou melhorias no serviço oferecido pelo Banco do Brasil na região do Alto Acre. De acordo com a parlamentar, constantemente falta dinheiro nos caixas eletrônicos do banco, o que ocasiona problemas a quem precisa realizar saques.

Leila Galvão destacou que em Epitaciolândia e Brasileia a falta de dinheiro nos caixas eletrônicos do Banco do Brasil é recorrente. Disse ainda que aposentados e pessoas que se deslocam de seringais até as cidades para realizar saques, muitas vezes voltam para suas casas sem ter conseguido realizar suas transações no banco.

Constantemente falta dinheiro nos caixas eletrônicos do banco de Brasiléia (Foto), e Epitaciolândia (Foto: Alexandre Lima)

“Colocamos o pé em Epitaciolândia e Brasileia e as pessoas reclamam com razão, pois os caixas não funcionam direito. Os aposentados não conseguem sacar dinheiro por falta de notas no caixa eletrônico. Em Brasileia, o Banco do Brasil é motivo de muitas reclamações e gostaria que essa reivindicação fosse oficializada à superintendência daquele banco, relatando essa insatisfação das pessoas”, argumentou.

A parlamentar também prestou condolências à família do radialista Ilson Nascimento. O comunicador, que faleceu ontem (6), trabalhava na Rádio Difusora Acreana e atuou no sistema público de comunicação do Estado por 30 anos.

“Quero prestar uma homenagem a uma pessoa muito conhecida pelo povo acreano e que por 30 anos prestou serviço na Difusora Acreana, Ilson Nascimento. Que Deus possa dar o conforto a todos os familiares e amigos que hoje sofrem devido à sua partida. Ele fez muito pela comunicação acreana, um grande profissional que com certeza vai deixar saudades”, finalizou.

Comentários