Deputado diz que acreanos estão reféns em suas casas devido à violência

O parlamentar disse que é preciso tomar providências para que os casos de violência não aumentem.
Deputado estadual Edvaldo Souza (PSDC)/Foto: Assessoria Aleac
Deputado estadual Edvaldo Souza (PSDC)/Foto: Assessoria Aleac

O deputado estadual Edvaldo Souza (PSDC) usou sua página pessoal no Facebook e no blog que mantém diariamente para externar a indignação com o que ele chama de ‘violência desenfreada’ que tomou conta do Estado.

O parlamentar, que também é apresentador em uma emissora local, lamentou a morte do 3° sargento da Polícia Militar, Cleiton Aquino, que faleceu vítima de um disparo efetuado por um assaltante.

Edvaldo afirmou que os acreanos estão reféns dentro das próprias casas.

“Temos leis que só beneficiam a quem comete o ato criminoso. Os furtos e assaltos viraram rotina em Rio Branco. Venho alertando com frequência para a violência desenfreada. A morte do sargento Cleiton é um dos exemplos que temos”, ressaltou.

O deputado repudiou, ainda, o que ele chama de sentimento de impunidade que ele afirma imperar no Estado, no quesito violência.

“O que vemos nisso tudo é que a cada dia os índices de crimes contra o patrimônio crescem em larga escala. Os assaltantes se tornaram mais audaciosos. Furtam, assaltam e matam em plena luz do dia. Isto é lamentável”, declarou.

O parlamentar disse que é preciso tomar providências para que os casos de violência não aumentem.

“Mais verbas para as polícias, mais investimentos no setor que, acima de tudo, deve ser tratado como prioridade. O Acre não pode se transformar no Rio de Janeiro ou em São Paulo, onde os grupos de criminosos organizados colocam as instituições públicas contra a parede, ameaçando torná-las reféns de suas ações criminosas”, diz.

Comentários