Deputado do PT passa mal após ser expulso de reunião por ordem de Tião Viana

Jonas Lima foi expulso da reunião por ordem do governador Tião Viana (PT), mesmo sendo correligionário do chefe de Estado.

Da redação, com Gina Menezes – Contilnet

Deputado Jonas Lima (PT)/Foto: Assessoria Aleac
Deputado Jonas Lima (PT)/Foto: Assessoria Aleac

O deputado estadual Jonas Lima (PT) passou mal e precisou de atendimento médico para controlar a pressão arterial depois de ter sido expulso de uma reunião com outros deputados estaduais, para tratar sobre as polêmicas envolvendo a previsão orçamentária para o próximo ano.

Jonas Lima foi expulso da reunião por ordem do governador Tião Viana (PT), mesmo sendo correligionário do chefe de Estado.

De acordo com informações de outros deputados que estavam na reunião, o governador teria ligado para o presidente da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac) para comunicar que Jonas Lima não deveria permanecer na reunião dos deputados da situação.

Santiago, por sua vez, nega a versão de alguns pares e garante que não recebeu tal ligação do governador Tião Viana.

“O Jonas é estourado e deve ter discutido com alguém. Quando eu cheguei na sala da reunião, ele já havia saído; não sei o por que ele abandonou a sala, nem o que o motivou”, declarou.

O deputado Walter Prado (PEN), que participou da reunião, confirmou a informação de que Jonas foi expulso por ordem do governador e disse que como retaliação ao comportamento de Tião Viana, os deputados resolveram não votar a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), embora eles tenham declinado da decisão, horas depois.

Comentários