Deputados repudiam comportamento de bolivianos e pedem bloqueio de combustível

O parlamentar lembrou que a Bolívia é totalmente dependente de empréstimos e investimentos do governo brasileiro

Assembléia Legislativa do Acre - Foto: Internet
Assembléia Legislativa do Acre – Foto: Internet

Os deputados estaduais, sinalizando um protesto pacífico e repudiando o comportamento ingrato dos bolivianos com o povo brasileiro, sugeriram durante sessão na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac) o bloqueio de carretas que levam combustível para Cobija, capital do Departamento de Pando.

Durante o debate dessa quinta-feira, 14, O deputado Moises Diniz lembrou que os deputados estaduais não têm prerrogativa para tomar nenhuma providência internacional, mas têm a prerrogativa de se indignar, de fechar estradas, de protestar.

O parlamentar lembrou que a Bolívia é totalmente dependente de empréstimos e investimentos do governo brasileiro, mas mesmo assim trata os brasileiros como se fossem seus inimigos de sangue.

O deputado Wherles Rocha (PSDB) também sugeriu o bloqueio da BR- 364, por onde passa carretas com combustível, como sinal de protesto aos bolivianos.

Para o oposicionista, os bolivianos são pessoas rancorosas e mal agradecidas porque dependem totalmente do Brasil e especialmente do Acre para chegar produtos como combustível para a sobrevivência.

“O que acho engraçado nisso tudo é que eles dependem mais da gente do que o contrário. As nossas estradas ficam quebradas com essas carretas que passam dentro das nossas estradas. Quando doentes, eles usam os nossos hospitais, medicamentos e em troca nos dão insegurança, provocam pânico e sofrimento”, argumentou.

Por esta razão, os parlamentares aprovaram uma comissão que realizará um relatório emergencial e entregará um requerimento em caráter de urgência para as autoridades de Brasília que tenham prerrogativa em foro internacional.

Fonte: O Rio Branco

Comentários