Descaso do Governo leva vereadores e populares a fazer manifestação em ponte

Pneus foram queimados por populares como forma de prostesto contra a ponte que vem oferecendo perigo e acidentes - Foto: Alexandre Lima
Pneus foram queimados por populares como forma de prostesto contra a ponte que vem oferecendo perigo e acidentes – Foto: Alexandre Lima

A situação está ficando sem controle na fronteira do Acre, nas cidades de Brasiléia e Epitaciolândia devido o descaso por parte do Governo do Acre, através da ineficácia do Deracre que não consegue terminar a reforma de uma ponte que deveria ter terminado no mês de outubro de 2012.

A cerca de quatro meses, várias pessoas que transitavam de moto principalmente, já sofreram acidentes que lhes estão deixando com cicatrizes pelo corpo e sequelas para o resto da vida. Segundo foi apurado, um jovem que caiu a cerca de um mês, está correndo risco de perder o pé devido a gravidade do ferimento.

Outras vítimas já foram registradas e estão se recuperando em suas residências. Mesmo através de pedidos e manifestos de vereadores dos dois Municípios, a dita reforma não tem data para terminar e sequer uma resposta por parte do Estado, foi publicada.

Por volta das 16 horas, cinco vereadores da Câmara Municipal de Brasiléia resolveram que deveriam fazer um protesto pacífico de alerta na dita ponte, para chamar atenção das autoridades do Estado e obtiveram apoio dos munícipes, que já não aguentam mais o descaso.

IMG_3010 IMG_3032

 

O acesso pelo lado da cidade de Brasiléia foi interrompido para veículos quando foi jogado pneus no asfalto e queimados. O ato sequer teve reclamação contrária pelos munícipes que até aplaudiram o ato dos vereadores, tanto da situação, quanto da oposição.

Toda a ação foi acompanhada de perto por policiais militares e agentes do Detran até a chegada do comandante do 10º Comando da Polícia Militar, Capitão Rômulo, que passou aos seus comandados, ordem de retirada dos veículos da ponte e desobstrução da mesma.

IMG_2981

Foi então que os vereadores se aproximaram do Oficial para se identificarem. Foram avisados que o mesmo estaria no local para estabelecer a ordem e “não apoiaria atos de baderna”. Frases essas que exaltou mais ainda os ânimos dos edis e populares, causando um ligeiro bate-boca e pequeno tumulto no local.

Ambas as partes envolvidas, se disseram ofendidas e que estariam procurando seus direitos junto ao MP e outras esferas. Como o manifesto estava previsto para cerca de duas horas, foi cumprido o prazo, restos de pneus retirados  e transito normalizado.

Foi informado no local que, caso o Governo não tome providencias emergenciais referentes à ponte, outras manifestações poderão acontecer. Para os próximos dias, o vereadores de Brasiléia estariam se reunindo com os de Epitaciolândia, formar uma comissão para ir até o Governador pedir providencias.

IMG_3006 IMG_2962
IMG_2992 IMG_3055

Comentários