Desembargadora concede benefício para quatro indiciados na Operação G-7. Dois foram negados.

A desembargadora Denise Bonfim deferiu quatro pedidos de solicitação de cela especial para envolvidos no escândalo das fraudes em licitações públicas, identificados na Operação G-7. Dois foram negados.

Vão usufruir do benefício o secretário de Obras Públicas, Wolvenar Camargo, o diretor de Análises Clínicas, Thiago Neves Paiva e os empresários Sérgio Nakamura e Marcelo Sanchez.

O empresário Narciso Mendes Júnior e o diretor-presidente do Depasa, Gildo César, tiveram o benefício negado pela desembargadora Denise Bonfim. César porque não há respaldo legal para ser beneficiado e Narciso Júnior porque não comprovou ser engenheiro e advogado.

Mais informações a qualquer momento.

Por Itaan Arruda – A Gazeta

Comentários