Desembargadora Denise Bonfim sofre ameaças de morte, denuncia Asmac

Da redacão, com Gina Menezes

“Se continuar levaremos o caso ao Supremo Tribunal Federal (STF), e se for o caso, pediremos uma intervenção federal no Estado”, declarou membro da Asmac.

DENISEBOMFIMMMMMembros da Associação dos Magistrados do Acre (Asmac), durante entrevista coletiva concedida às 10h desta terça-feira (28), revelaram que Denise Bonfim, a desembargadora que expediu os mandatos de busca, apreensão e prisões dos envolvidos na operação G7, está sendo ameaçada de morte.

De acordo com o presidente da Asmac, Raimundo Nonato da Costa Maia, os comentários dando conta da ameaça estariam vindo de dentro do presídio Francisco de Oliveira Conde.

“Comentários dizem que o recado era: essa mulher deve ser eliminada. Ela tem recebido ligações ameaçadoras através do celular pessoal”, declarou.

O presidente da Asmac negou, ainda, que as decisões judiciais desencadeadas no Estado tenham qualquer tipo de ligação com grupos políticos.

“O Judiciário tem um trabalho isento de qualquer grupo político”, diz

coletiva

Giordano Dourado, membro da Asmac, afirmou que a Associação não se intimidará diante de qualquer tipo de ameaça e que se necessário buscarão outras providências.

“Se continuar, levaremos o caso ao Supremo Tribunal Federal (STF), e se for o caso, pediremos uma intervenção federal no Estado”, declarou.

A respeito das críticas feitas aos magistrados, o presidente Raimundo Nonato diz que é uma prática antiga tentar descredibilizar o judiciário, mas que nem por isso irão se intimidar.

“Não iremos nos curvar acríticas e ataques, continuaremos a cumprir o nosso juramento de defender a constituição”, diz.

Fonte: contilnet

Comentários