Desembargadora do Acre receberá proteção da Polícia Federal após receber ameaças

Foto: Captura
Foto: Captura

Da redação, com Jornal da Globo

O ministro Joaquim Barbosa, presidente do STJ, determinou que a desembargadora do Acre, Denise Bonfim, passe a ter segurança após saber que a magistrada recebeu ameaças de morte.

O pedido foi feito ao Ministro José Cardoso. A magistrada foi relatora nas investigações e prisões dos envolvidos no caso G7, a cerca de 29 dias, sob suspeita de formação de cartel por construtora que prestam serviço ao Governo do Acre.

A própria Desembargadora teria ligado para o presidente STJ, contando das ameaças que teria sofrido após decorrência do caso. Todo o processo sobre o G7 já se encontra em Brasília onde foi acompanhado pessoalmente pela Desembargadora com a guarda da Polícia Federal.

O Supremo Tribunal Federal decidiu, no início da noite desta quarta-feira, 5, que o Tribunal de Justiça do Acre está impedido de julgar agravos regimentais, bem como qualquer feito alusivo à Operação G7. A decisão liminar é do ministro Luiz Fux, que analisou uma reclamação apresentada pela Procuradoria Geral da República.

Veja vídeo-reportagem clicando aqui.

Comentários