Dois meses depois de PM morrer tentando evitar assalto em loja, governo do Acre concede pensão para filho

Da redação ac24horas – Rio Branco, AC

cleiton-pm

Dois meses depois da morte do sargento da Polícia Militar Cleiton Lima de Aquino, baleado durante uma tentativa de assalto à loja City Lar, no segundo Distrito de Rio Branco, no mês de setembro,  o governo do Acre resolveu homologar a concessão de Pensão ao beneficiário Hiago Silva de Aquino, filho do Policial Morto, na proporção de 50% do salário de Policial Militar.

O policial estava na loja no momento em que um jovem, que usava uniforme escolar, entrou e anunciou o assalto. Houve troca de tiros, e Cleiton Aquino foi ferido no abdômen. O assaltante identificado como Jeferson Araújo morreu no local.

Confira o Decreto:

ESTADO DO ACRE

DECRETO Nº 6.598 DE 8 DE NOVEMBRO DE 2013

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE, no uso da atribuição que lhe

confere o art. 78, inciso VI, da Constituição Estadual; combinado com

o art. 1º, da Emenda Constitucional nº 41/03, que altera o art. 42 § 2º,

da Constituição Federal de 1988; e ainda os arts. 7º, inciso I, 9°, § 1°,

36 e 39 da Lei Complementar nº 04/81, e ainda com o art. 146 da Lei

Complementar n° 164/2006; e

CONSIDERANDO os documentos acostados ao Processo n° 0023107-

4/2013 da Polícia Militar do Estado do Acre, incluso o Despacho do Diretor-

Presidente do ACREPREVIDÊNCIA, informando que o processo

encontra-se regularmente instruído com base na Legislação vigente,

R E S O L V E:

Art. 1º Homologar a concessão da Pensão Policial Militar, ao beneficiário

HIAGO SILVA DE AQUINO, na condição de filho, do Ex – 3º SGT PM RG

3364 CLEITON LIMA DE AQUINO, falecido no dia 5 de setembro de 2013,

na proporção de 50% (cinquenta por cento), conforme Portaria n° 020/SEMIP

de 4 de outubro de 2013, da Polícia Militar do Estado do Acre.

Art. 2º Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação.

Rio Branco-Acre, 8 de novembro de 2013, 125º da República, 111º do

Tratado de Petrópolis e 52º do Estado do Acre.

Tião Viana

Governador do Estado do Acre

Comentários