Eduardo Farias apresenta projeto de lei que visa controlar a venda de anabolizantes no Acre

Deputado Eduardo Farias - Foto: divulgação
Deputado Eduardo Farias – Foto: divulgação

O deputado Eduardo Farias (PCdoB) apresentou na sessão desta quinta-feira, 7, projeto de lei que tem como objetivo controlar a venda de anabolizantes no Estado do Acre. A intenção do parlamentar é dificultar o acesso dos jovens a esses remédios veterinários. Eduardo Farias disse que casos envolvendo o uso de anabolizantes pelos jovens têm aumentado em todo o Brasil. Um dos casos mais recentes teve como consequência o falecimento do jovem Jonas da Silva Lopes, de apenas 15 anos. O adolescente morreu após ficar sete dias internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco.

Ele foi vítima do uso de um produto veterinário conhecido como ADE, complexo vitamínico indicado apenas para uso em animais de grande porte, que estava sendo injetado no músculo por ele e outros sete amigos com o objetivo de obter resultados mais rápidos na busca pelo corpo perfeito. De acordo com o deputado, ainda que exista uma Lei Federal que proíba o uso de anabolizantes a maioria dos jovens brasileiros consegue facilmente ter acesso ao produto.

“A morte desse adolescente me fez repensar esse tema, muitos adolescentes hoje em dia injetam no músculo vitaminas de uso veterinário para ganhar massa muscular. Acredito que um projeto de lei que proíba a fácil venda deste produto diminuirá esses casos de jovens que morrem por usarem esse tipo de produto. Minha intenção é garantir a segurança e o bem-estar dos nossos jovens”, disse.

Junto com o projeto de lei o parlamentar também apresentou um requerimento solicitando a realização de uma audiência pública na Assembleia Legislativa para debater junto com órgãos competentes a venda e o uso de produtos veterinários. A intenção do deputado é tornar a justificativa do projeto mais justa e completa. “Eu quero que este projeto de lei esteja completo e com um conteúdo justo, a realização de uma audiência pública seria ótimo para que junto com associações e instituições competentes possamos debater esse tema. A elaboração do projeto deve ser justa e completa”, complementou.

Para concluir, Eduardo Farias registrou o falecimento do presidente venezuelano, Hugo Chávez, que morreu aos 58 anos nesta terça-feira, 5, vítima de um câncer na região pélvica com o qual convivia há um ano e meio. “Quero que fique registrado nos anais desta Casa os meus pêsames pela perda do presidente da Venezuela, Hugo Chávez. Apesar de muitos não concordarem com suas ideias Chávez foi uma figura importantíssima que optou em defender sempre os mais pobres”, concluiu.

Mircléia Magalhães
Foto: J. Simão
Agência Aleac

Comentários