Edvaldo Souza afirma que Cidade do Povo levará qualidade de vida aos mais pobres

politica_230812_6

 

O deputado Edvaldo Souza (PSDC) disse na manhã desta segunda-feira, 18, que o Projeto Cidade do Povo além de aquecer a economia local constitui-se em um projeto que levará qualidade de vida aos mais de 50 mil moradores quando da sua finalização.

O projeto que nesta fase inicial contará com a construção de mais de 3 mil moradias, empregará uma média de 4 mil trabalhadores da construção civil. Os recursos para a execução do projeto estão previstos na ordem de R$ 1 bilhão, fruto de uma parceria entre o governo do Estado e o Federal, através do Programa Minha Casa Minha Vida.

Edvaldo Souza, que compõem a base governista e um dos defensores do projeto, reafirmou a necessidade da obra. “É uma infraestrutura de grande magnitude, que vai possibilitar moradias dignas para as pessoas pobres. Tirando-as de áreas alagadiças e possibilitando condições favoráveis a dignidade humana. É o governo estando mais perto de quem precisa. E o parlamento apoia projetos como este, pois entende que é necessário para a população que sofre com a ausência de moradia”, argumentou.

Quanto aos questionamentos de que o Cidade do Povo poderia ter problemas de ordem ambiental, o parlamentar frisou que essa informação não procede, mas reconhece que obras como esta, por ser ampla, pode haver problemas, não difíceis de sanar, na visão dele.

“Acredito que a equipe técnica e jurídica ao elaborar esse projeto tratou de sanar todos os problemas possíveis que venham ocorrer. Mas é claro, que uma obra deste porte possa aparecer problemas. O que seria normal e passíveis de solução”, frisou ele.

Quanto à sessão desta terça na Aleac, 19, Edvaldo Souza disse que fará uma indicação para a instalação por parte do Banco do Brasil na região da Baixada do Sol. Para ele, se faz necessário tendo em vista a grande quantidade de moradores na área. A região da Baixada do Sol concentra mais de 40 bairros da capital acreana.

Comentários