Epitaciolândia – Mercado Municipal Walter Fernandes aquece economia local

Mercado Valter Fernandes em 13 de junho de 2013 fotos Wesley Cardoso (4)

O Mercado Municipal Walter Fernandes (Feira dos colonos) situado no km 01 na entrada de Epitaciolândia hoje é uma potencia no que diz respeito à feira livre, no local você encontra de tudo que uma feira que se preze deve ter, do cheiro verde ao pescado, são grande as opções e isso traz um grande movimento de brasileiros e bolivianos no local.

Os bolivianos – hoje tudo que se produz no Brasil pode ser vendido para eles, à presença boliviana garante boas vendas e quem sai ganhando com isso são os pequenos produtores que não encontram muitas dificuldades para vender sua produção, com alta do dólar o poder de compras dos bolivianos ficou ainda mais forte já que o país vizinho é dolarizado, além disso, pouco se produz naquele país.

Mercado Valter Fernandes em 13 de junho de 2013 fotos Wesley Cardoso (14)

A Prefeitura de Epitaciolândia vem investindo em melhorias e ampliação já que o mercado se tronou um ponto de referencia para a cidade, hoje além da logística são colocado a disposição dos colonos, transportes, infra estrutura e recentemente foi inaugurado um entreposto para que as pessoas possam selecionar, e empacotar grãos, farinha, outras produções a fim de agregar valores nos produtos garantindo qualidade e mercado em media e grande escala.

Além desses serviços a Prefeitura está investindo na mecanização de terras em técnicas agrícolas para aumentar a produção e com isso ter maiores ofertas para a população, a melhoria de ramais também é fundamental para o escoamento da produção bem como o transporte escolar.

Hoje a Prefeitura através da Secretaria de Produção e Abastecimento sobre o comando do Secretário Miguel do Prata, a Diretora do Mercado Ana Silva e o Diretor de Campo Tim do Guajará, disponibiliza caminhões para as comunidades do Ramal do Prata, Ramal da Torre, Mato Grosso, Alemanha, Laranjeiras, Guajará, Filipinas, Chora Menino, São Miguel, Pólo, Estrada Velha e Tucunduba, cerca de 500 famílias utilizam o mercado para vender sua produção todas as quintas e sextas-feira, passam diariamente pelo mercado cerca de 1.500 pessoas.

Comentários