Ex-soldado ganha ação contra Exército na Justiça

Há mais ou menos quatro anos, Adailson de Freitas perdeu a audição e sofre de transtornos mentais e bipolares. O laudo médico foi atestado em Manaus (AM).

ADAILSON sobrevive com a pouca ajuda que recebe - Foto: Regiclay Saady/Arquivo
ADAILSON sobrevive com a pouca ajuda que recebe – Foto: Regiclay Saady/Arquivo

Segundo ele, a doença foi diagnosticada quando ainda estava cumprindo o serviço militar.

Tudo começou em 2009, quando participava da Semana Verde, uma espécie de Operação Boina, na qual os soldados passam por uma série de atividades na floresta.

A pressão foi tão grande que o jovem não suportou e começou a apresentar um comportamento estranho. Adailson fez tratamento no Hospital de Saúde Mental do Acre (Hosmac). O Exército oferece uma ajuda de custo de R$ 470 – um terço do salário que recebia, que era de R$ 1,4 mil.

“Vivo com o pouco que ganho. Com esse dinheiro pago a pensão da minha filha, o aluguel de onde moro, e compro os meus remédios. Não da para fazer quase nada. Para comer tenho que pedir na casa de um e de outro”, desabafa o jovem.

O processo sobre o caso já foi julgado em Brasília e teve ganho de causa, mas até agora nada foi resolvido. Dia 25 deste mês ele retorna a Brasília para nova audiência e tentar de fato solucionar o problema.

Fonte: pagina20

Comentários