Familiares de criança que morreu ao cair em fossa, esperam por 11 horas por liberação de corpo no IML

Alexandre Lima

Não se sabe qual seria o procedimento correto. Alguns disseram que o Instituto Médico Legal – IML, não fica com um médico legista de plantão, somente apenas de sobreaviso e isso fez que com parentes da criança morta na noite desta quinta-feira, dia 5, ficassem com razão, indignados e revoltados.

Conforme foi noticiado, a criança morreu entre às 18 e 20 horas. Seu corpo foi resgatado e retirado do local, para ser transferido ao IML localizado na capital do Acre, Rio Branco, distante cerca de 244 km da fronteira.

Parentes e/ou responsáveis que acompanharam o corpo para ser periciado e liberado, tiveram que esperar por cerca de 11 horas até a chegada do legista. Somente por volta das 8:20 desta sexta, o médico chegou e iniciou os procedimentos.

Após contatos com assessores do governo e da Secretaria de Segurança, foi agilizado a liberação do corpo.

Matéria relacionada: Criança morre afogada em fossa após ir atrás de cachorro em Epitaciolândia

Comentários