Familiares de presos na Bolívia tentam sensibilizar autoridades do Brasil

Enfermos estão ameaçados de mortes quando voltarem ao presídio

Da redação, com noticiasdafronteira

Parentes dos brasileiros estão apreensivos e temem pela morte dos que estão no hospital - Foto: Almir Andrade
Parentes dos brasileiros estão apreensivos e temem pela morte dos que estão no hospital – Foto: Almir Andrade

Na  manhã desta quarta-feira (13), os familiares dos brasileiros espancados no presidio de Pando, localizado na comunidade de Villa Bush, foram para a ponte Brasil-Bolívia em Epitaciolândia, para fazer um protesto contra o que está acontecendo com seus parentes no lado boliviano.

Com um pequeno cartaz, eles pedem justiça para a família do brasileiro morto em Cobija numa suposta rebelião no presidio. Parentes de Alexsandro Bezera já estão na fronteira na tentativa de levar o corpo para Rio Branco e sepultá-lo.

Cartaz direcionado ao Governador do Acre pedem ajuda aos brasileiros - Foto: Almir Andrade
Cartaz direcionado ao Governador do Acre pedem ajuda aos brasileiros – Foto: Almir Andrade

Alexsandro Bezerra foi preso acusado de um assalto a banco em Cobija e foi morto violentamente a golpes de facas, terçado (facão) e pauladas. O corpo do brasileiros ainda está em Cobija.

A preocupação das famílias no momento, é de que os presos bolivianos ameaçam a toda hora de invadir o pavilhão aonde estão outros presos brasileiros, já quem vem fazendo ameaças constantes.

O pequeno protesto aconteceu na tentativa de sensibilizar autoridades brasileiras para que consigam garantia de vida aos parentes, ou que sejam extraditados e terminem suas penas no Brasil.

Veja vídeo reportagem com Almir Andrade abaixo.

Matérias relacionadas:

Rebelião em presídio boliviano registra um brasileiro morto e vários feridos

Familiares tentam resgatar corpo de vítima de massacre em presídio boliviano

Comentários