Famílias denunciam: Brasileiros tem colchões e comida suspensos em presídio boliviano

Roupas, cobertores e produtos de higiene pessoal não estão podendo entrar no presídio, além de alimentos - Fotos: Almir Andrade
Roupas, cobertores e produtos de higiene pessoal não estão podendo entrar no presídio, além de alimentos – Fotos: Almir Andrade

As esposas dos brasileiros presos no presídio de Villa Bush em Cobija, capital de Pando (Bolívia), fizeram um protesto em frente o presídio boliviano. Elas estão revoltadas com a situação que os detentos estão vivendo dentro da unidade carcerária atualmente.

Segundo elas, os colchões  que o prefeito de Epitaciolândia André Hassem levou para os presos semana passada, os policiais bolivianos retiraram para o lado de fora do presídio e deixaram os brasileiros pegando sol e chuva, além de não fornecer as refeições diárias.

As mulheres estão impedidas de entrar para levar comida e remédios. Eles estariam desde sábado sem comer absolutamente nada, até água foi retirada dos detentos.

Acompanhe agora as entrevistas das mulheres dos presos brasileiros na reportagem de Almir Andrade, diretamente e com exclusividade do presídio de Villa Bush.

Fonte: noticiasdafronteira.com.br

 

Comentários