Homem é detido com revolver que pode ter sido usado para matar boliviano

Policiais militares foram acionados através do rádio sobre possível homicídio

Alexandre Lima

Genivaldo ficará a disposição do delegado plantonista - Foto: Alexandre Lima
Genivaldo ficará a disposição do delegado plantonista – Foto: Alexandre Lima

Era por volta das 11 horas desta sexta-feira, dia 25, quando policiais militares teriam sido alertados sobre um possível assassinato que ocorrera na cidade de Cobija, capital de Pando, lado boliviano e teria como principal suspeito, um brasileiro.

Segundo foi passado, esse suspeito teria atirado contra um homem e o teria matado, fugindo em seguida, para o lado brasileiro. Munidos das características, as buscas foram feitas principalmente na cidade de Epitaciolândia e estaria portando a arma do crime.

Uma patrulha que passava próximo a um ponto de táxi localizado ao lado da rodoviária, percebeu que havia um homem com as características. Ao fazer o retorno, o mesmo já não estava no local e foi solicitado reforço para fazer uma busca nas proximidades.

Não demorou muito para localizar Genival Barbosa de Oliveira (32), natural da cidade de Pimenta Bueno, estado vizinho de Rondônia. O mesmo tentou despistar os policiais se escondendo num quintal, mas havia deixado a sua bolsa no ponto de taxi.

Genival recebeu voz de prisão e foi encontrado um revolver calibre 38 na sua cintura, que tinha duas capsulas, sendo que uma estava deflagrada. Na delegacia, o mesmo confessou que havia atirado contra a casa de um boliviano com quem havia passado a noite bebendo e mascando folha de coca, mas não sabia se havia o acertado e fugiu.

Genivaldo está sendo investigado para saber se esse seria seu nome verdadeiro e algum delito que pese contra si. O mais estranho no caso, é o fato de que as autoridades bolivianas não teria uma queixa de tentativa de homicídio que envolvesse o brasileiro.

Caso não aja queixa confirmando a tentativa ou homicídio, Genivaldo ficará detido por pouco tempo e responderá apenas por porte ilegal de arma de fogo.

Comentários