Impasse de ponte na fronteira do Acre poderá se estender por meses

Vereadores de Brasiléia cobram respostas por parte do Órgão responsavel para ponte - Foto: Alexandre Lima
Vereadores de Brasiléia cobram respostas por parte do Órgão responsavel para ponte – Foto: Alexandre Lima

O Governo do Acre, através do Deracre, enviou  um engenheiro do órgão ao município de Brasiléia, com o intuito de amenizar a situação referente a ponte metálica Governador José Augusto, que vem levando descontentamento e perigo aos transeuntes que precisam passar por ela.

O representante enviado, engenheiro Luís Sergio Cortez, chegou na tarde desta quarta-feira (3), juntamente com o gerente da empresa que vem realizando parte da reforma, que deveria ter sido terminada a cinco meses atrás.

Era pra ser um encontro tranquilo juntamente com os 11 vereadores da cidade de Brasiléia. A deixa dos dois em dizer que a ponte em questão não oferece perigo aos transeuntes, até irritou alguns dos edis e por pouco não se transformou numa discussão mais calorosa.

DSC01893 DSC01898
DSC01902 DSC01919

Segundo Luís, estaria ali para tentar encontrar meios de solucionar os problemas na ponte. Mas não soube informar quando seriam sanados e quanto tempo ainda os moradores das duas cidades terão que esperar.

Completou dizendo que a etapa de reforço está sendo concluído e a finalização, será a troca das tábuas onde irá melhorar o tráfico de veículos automotores. Uma das desculpas passada aos vereadores, seria o fato de não terem disponibilidade de tempo para poder trabalhar na troca das pranchas superiores devido o tráfego de veículos.

Foi lembrado e passado aos dois, que na última reforma feita a cerca de três anos atrás, a maioria do trabalho foi realizado no período da noite e parte da madrugada, sendo concluída no prazo estipulado.

Uma informação passada no local e que seria investigada por alguns dos vereadores, era que a ponte metálica não seria uma meta imediata por parte do Governo do Acre, já que existe o projeto para a terceira ponte que ligará o anel viário na BR 317, na cidade de Epitaciolândia.

Matéria relacionada:

Descaso: Ponte José Augusto continua fazendo vítimas na fronteira

Comentários