Jorge Viana é eleito 1º vice-presidente do Senado

Senador acreano é escolhido por 65 votos para o cargo da Mesa Diretora
Senador acreano é escolhido por 65 votos para o cargo da Mesa Diretora

O senador Jorge Viana foi eleito nesta sexta-feira, por 65 votos favoráveis, para a 1ª Vice-Presidência do Senado. Ele estará à frente do cargo da Mesa Diretora pelos próximos dois anos. O senador do Acre foi indicado pela bancada do PT, que tem a segunda maior bancada. “É um grande desafio. Espero ajudar na construção do diálogo, recriando o ambiente político no cenário nacional”, comentou. “É importante para o Acre. Quero ajudar o governo e a nossa instituição. Farei o que estiver ao meu alcance para desempenhar bem essa função e atender às expectativas do nosso querido estado do Acre, da Amazônia e do Brasil”.

Jorge Viana substitui o colega de bancada Aníbal Diniz (PT-AC), eleito no ano passado no lugar da atual ministra da Cultura, Marta Suplicy, que se licenciou do parlamento para assumir a pasta no governo federal. O senador lembrou que o governador do Acre, Tião Viana (PT), também foi vice-presidente do Senado. “Vou trabalhar duro para honrar os votos do povo do Acre”, afirmou.

O novo presidente do Senado é Renan Calheiros (PMDB-AL), eleito por 56 senadores contra Pedro Taques (PDT-MT), que obteve 18 votos. Ele substitui o presidente José Sarney (PMDB-AP).

O PT fez ainda a indicação da senadora Ângela Portela (PT-RR) para a segunda secretaria para a composição da nova Mesa Diretora, respeitando a proporcionalidade das representações partidárias.

Cabe ao 1º vice-presidente substituir o presidente do Senado, inclusive em momentos de votação. Jorge disse que quer colaborar para a construção de consensos. “O esforço é de manter um canal de diálogo franco e aberto não apenas no Senado, mas com as forças representativas da sociedade brasileira”, disse.

Engenheiro florestal formado pela Universidade de Brasília (UnB), Jorge Viana tem 53 anos e está em seu primeiro mandato como senador. Em 1992, foi eleito prefeito de Rio Branco, capital do Acre. Em 1998, disputou o governo do estado e obteve a vitória no primeiro turno. Em 2002, foi reeleito governador com 64% dos votos.

O PT escolheu ainda o senador Wellington Dias (PT-PI) como o novo líder do partido no Senado. O mandato será de um ano. Wellington substituirá o líder Walter Pinheiro (PT-BA).

Comentários