Longe da família, haitiana sofre com depressão em Brasiléia

Mulher chegou a ser internada no hospital de Brasiléia, mas fugiu por dois dias

Mulher já teria tentado contra sua própria vida e fugiu do hospital de Brasiléia - Foto: Almir Andrade
Mulher já teria tentado contra sua própria vida e fugiu do hospital de Brasiléia – Foto: Almir Andrade

Na manhã deste sábado o coordenador dos haitianos em Brasileia Damião Borges, conseguiu encontrar uma haitiana que estava na rua há dois dias. A mesma estava internada no Hospital de Clinicas Raimundo Chaar, com uma forte depressão, ela deixou o esposo e cinco filhos em seu país, situação que levou a mulher a ficar com esse problema, a mulher já tentou cometer suicídio.

Preocupados com a situação, o coordenador Damião e o empresário Cassiano, proprietário da Panilanche, levaram a mulher para ser medicada no hospital de Brasiléia. A saudade dos filhos e do esposo pode ter sido a principal causa da depressão. Hoje tem mais de 500 haitianos no município de Brasileia vivendo em situação precária.

Fonte: noticiasdafronteira.com.br

Damião Borges estava a dois dias procurando a mulher que fugiu do hospital - Foto: Almir Andrade
Damião Borges estava a dois dias procurando a mulher que fugiu do hospital – Foto: Almir Andrade

Comentários