Macabro: Túmulo é violado e cabeça de defunto é roubada

Túmulo pode ter sido violado durante a madrugada desta quarta (20) - Fotos: Alexandre Lima
Túmulo pode ter sido violado durante a madrugada desta quarta (20) – Fotos: Alexandre Lima

Parte roubada pode ser de ex-mecânico da Prefeitura de Brasiléia

Alexandre Lima

O delegado titular da cidade de Brasiléia, irá passar a ter um caso escabroso para desvendar. Durante a manhã desta quarta-feira, dia 20, homens que realizavam a capina no cemitério São João Batista se depararam com algo estranho.

Perceberam que um túmulo apresentava sinais de arrombamento. O caixão estava puxado um pouco para fora e a tampa empurrada. Foi quando perceberam que o corpo do esqueleto estava sem a devida cabeça.

Se dava para perceber que o arrombamento aconteceu a poucas horas, possivelmente durante a madrugada. Encima do túmulo, escrito no cimento quando ainda estava mole, tem um nome (ou apelido) de “Pereba”, dando a entender que seja o dono da cabeça roubada.

Caso seja, o dono da cabeça pode ser o ex-mecânico Aparecido Cesar de Oliveira (51), mais conhecido pelo apelido de “Pereba”, que trabalhava na garagem municipal de Brasiléia, que não resistiu aos ferimentos ocasionado pelo acidente em que foi atropelado por uma bicicleta no mês de maio de 2012.

O caso foi comunicado na delegacia de Brasiléia juntamente com o perito criminal. A violação de túmulo é tipificado como vilipêndio de cadáver no Código Penal Brasileiro, crime que prevê pena de 1 a 3 anos.

Suspeitas levantadas no local, seria o furto de cadáveres por pessoas ligadas em rituais macabros, ou, acadêmicos de medicina que estudam no lado boliviano. Todas as hipóteses serão levadas em consideração.

Veja vídeo-reportagem com Almir Andrade abaixo.

Comentários