Maioria dos prefeitos que foram à Brasília querem mandato de 6 anos

Alexandre Lima

O encontro dos prefeitos na capital do Brasil nesta semana, com a presidente Dilma Rousself, abriu um precedente na política brasileira. Ao contrário do que foi proposto pelo senador Aécio Neves em rede nacional, os gestores optam por uma mandato de apenas seis anos ao invés de cinco, sem direito a reeleição.

Segundo o prefeito da cidade de Epitaciolândia, André Hassem, uma enquete foi criada em Brasília junto aos pares, e, teria tido um resultado surpreendente entre os poucos mais dos 5000 presentes. Quase 90% demonstraram aceitação aos seis anos.

Diz que, com essa eleição única, os gastos cairiam drasticamente no Brasil, podendo ser investido muito mais nos programas sociais. Abririam mais espaços aos partidos políticos e evitariam a perpetuação do poder de um só partido e grupos políticos no País, e com certeza, reduziria a corrupção.

A exemplo, seria o que acontece na presidência do Brasil e no Acre, a manutenção do poder por vários anos de um único partido e grupo político. Com o tempo, essa gestão vem o desgaste e suspeitas de corrupção em várias áreas.

Com os protestos vistos ultimamente, se pôde ver que o povo quer mudanças imediatas no Brasil e esta seria uma das propostas ouvida pelo povo. Com essa ‘enquete’ entre os prefeitos, uma comissão estará sendo criada para levar à Câmara e ao Senado. Esta proposta já estaria nas Comissões.

 

Comentários