Mantega: “certamente” preço de combustíveis aumentará em 2013

Ministro adiantou que o governo fará reduções permanentes de tributos no próximo ano e disse também que se pode esperar queda dos preços internacionais de petróleo em 2013

Reuters

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse nesta quarta-feira que “certamente” haverá aumento nos preços de combustíveis em 2013, ao mesmo tempo em que adiantou que o governo fará reduções permanentes de tributos no próximo ano.

Em encontro com jornalistas em Brasília, Mantega disse também que se pode esperar queda dos preços internacionais de petróleo em 2013 e que “não há nada de excepcional” em elevar os preços dos combustíveis. O ministro não deu mais detalhes, como o tamanho do ajuste ou quando ele sairá do papel.

MaisDistribuição de gasolina está no limite

Mantega, que voltou a dizer que a economia está ganhando tração neste final de ano, afirmou que o governo anunciará nesta tarde mais medidas de estímulos, como desonerações em folha de pagamento para mais setores. Além disso, adiantou que será feita uma “redução permanente” de tributos em 2013, com R$ 40 bilhões em desonerações, mas também não deu mais detalhes.

Questionado se o governo prorrogaria a redução da alíquota do Imposto sobre Produtos Industrializados para os setores automotivos e de linha branca, que termina no final deste ano, Mantega respondeu: “Em 2013, haverá recomposição do IPI de automóveis”, afirmou ele.

VejaDefinição de preço de gasolina ‘é fora do BC’, diz Tombini

O ministro não fez projeção sobre o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) neste ano, mas disse que 4% em 2013 “é um bom número”.

Para este ano, o mercado calcula que a atividade crescerá 1% e, no próximo, 3,40%.

Comentários