Marcinho Miranda também não realizará o carnaval popular em Xapuri

O prefeito Marinho Miranda de acordo com  informações do blog Xapuri Agora que, a exemplo de outros municípios acreanos, também não realizará o chamado Carnaval Popular este ano. A decisão veio depois de uma reunião com os assessores mais próximos, onde se concluiu que a atual situação da prefeitura somada a outros fatores torna inviável o investimento na festa momesca.

Um das razões que contribuíram para o cancelamento do Carnaval em Xapuri foi o ofício circular encaminhado pela chefe do gabinete civil do governador Tião Viana, Márcia Regina, aos comandos da Polícia Militar em todo o estado informando que nenhum gasto será feito em reforço de segurança nos municípios do interior que decidirem por realizar carnaval em praça pública.

Caso a prefeitura resolvesse promover o Carnaval, a Polícia  Militar teria que fazer a segurança do evento e do restante da cidade contando apenas com o seu efetivo, que hoje não é muito superior a 50 policiais. Diante da situação, o 1º Tenente Sílvio Araújo da Silva, comandante da PM em Xapuri, informou ao prefeito que a Polícia Militar não tem como garantir a segurança no Carnaval.

Marcinho Miranda afirmou que além de levar em conta a questão relacionada à segurança, resolveu abrir mão da realização do Carnaval para garantir o pagamento da folha de pagamento dos funcionários e de fornecedores. Segundo ele, a prefeitura não tem como gastar sequer R$ 50 mil sem colocar em risco as suas já combalidas finanças.

O prefeito afirma que a queda de receita tem a grande preocupação da sua administração, que recebeu um município financeiramente quebrado e cheio de problemas para equacionar. “Não vou ser irresponsável de priorizar o Carnaval, que mesmo sendo uma festa importante, não está acima das muitas necessidades e dificuldades que Xapuri enfrenta”, disse.

Diante de um desfecho que não era esperado pelos foliões, resta aos promotores de festas noturnas de Xapuri assumir a responsabilidade pelo Carnaval 2013. Basta dar uma arrumadinha nos salões, caprichar na ornamentação e inserir as marchinhas e os axés no repertório das boas bandas locais. Carnaval, quem faz é o povo.

Comentários