Ministério da Saúde abre novo concurso; vagas para o Acre

O Ministério da Saúde publicou o edital de concurso público para o provimento de 102 vagas e formação de cadastro de reserva de pessoal graduado em Ciências Contábeis, Administração ou qualquer área de formação. Todas as etapas seletivas serão executadas pelo IDECAN e as futuras contratações suprirão as demandas de pessoal das carreiras de Previdência, Saúde e Trabalho e Desenvolvimento de Políticas Sociais.

As oportunidades são distribuídas entre os seguintes cargos: Administrador, Analista Técnico de Políticas Sociais e Contador. Dentro do total de vagas anunciado estão contempladas as cotas legais para pessoas com deficiência e negras.

A lotação dos aprovados e efetivados será nos Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEI), que compõem a Secretaria Especial de Saúde Indígena (confira as localidades no final desta notícia). O valor da remuneração inicial varia de R$ 4.784,27 a R$ 5.744,88, mais o auxílio alimentação, por jornada de 40 horas semanais.

As inscrições serão recebidas somente via página oficial do IDECAN (www.idecan.org.br), do dia 5 de dezembro de 2016 ao dia 5 de janeiro de 2017. Será cobrada taxa de inscrição no valor de R$ 67,00 para todos os cargos.

A seleção para todos os cargos consistirá de provas objetivas de múltipla escolha e discursivas, previstas para o dia 19 de fevereiro de 2017 nas 27 capitais da Federação. Os inscritos ao cargo de Analista Técnico de Políticas Sociais ainda participarão de avaliação de títulos.

O prazo de validade do concurso será de um ano, a partir do resultado final, passível de prorrogação.
Municípios de sede do DSEI com oferta de vagas: Maceió (AL), Altamira, Belém, Redenção, Itaituba (PA), Cruzeiro do Sul, Rio Branco (AC), São Gabriel da Cachoeira, Tabatinga, Manaus, Lábrea, Tefé, Parintins, Atalaia do Norte (AM), Macapá (AP), São Félix do Araguaia, Cuiabá, Colider (MT), Salvador (BA), Fortaleza (CE), Florianópolis (SC), Boa Vista (RR), Curitiba (PR), São Luiz (MA), Campo Grande (MS), Governador Valadares (MG), Recife (PE), Porto Velho, Cacoal (RO), João Pessoa (PB), Palmas (TO), Barra do Garças, Canarana (MT) e Boa Vista (RR).

Comentários