No AC, chargista investe em filmes de animação sobre lendas amazônicas

Enilson Amorim saiu do jornal para se dedicar a literatura e animação.
‘Mapinguari, a Lenda’ é um dos trabalhos do autor.

G1/AC

Uma das produções do chargista é o livro e animação 'Mapinguari, a Lenda' (Foto: Reprodução/TV Acre)
Uma das produções do chargista é o livro e animação ‘Mapinguari, a Lenda’ (Foto: Reprodução/TV Acre)

A região amazônica é conhecida pelas lendas que habitam o imaginário das pessoas. Curupira, Mapinguari, Mãe da Mata e Boto cor de rosa são alguns desses personagens que vivem, inclusive, nas histórias infantis.

Enilson Amorim deixou o jornal impresso para se dedicar à literatura e produção de desenhos animados (Foto: Reprodução/TV Acre)
Enilson Amorim deixou o jornal impresso para se
dedicar à literatura e produção de desenhos
animados (Foto: Reprodução/TV Acre)

Para homenagear essas características culturais, o chargista Enilson Amorim deixou o jornal impresso para se dedicar aos livros e animações direcionados ao público infantil. Ele conta que alguns amigos falavam que ela tinha dom para escrever para o público infantil.

“Meus amigos na redação do jornal falavam: ‘Enilson, você tem um traço muito infantil, a tua forma de se comunicar lembra muito os desenhos infantis’. Então, foi aí que surgiu essa ideia”, lembra o chargista.

A primeira história contada por Amorim foi de um mosquito amazônico, a ‘Mosquita Egípcia’, que também virou curta-metragem. Outro trabalho importante da carreira do chargista foi o livro ‘Mapinguari, a Lenda’, lançado em 2009. O personagem folclórico ganhou vida no início de 2013.

“Eu escrevi o livro intitulado ‘Mapinguari, a Lenda’, onde escrevi e ilustrei os textos. Também resolvi transformar em um desenho animado, que tem um cunho bastante ambiental, onde o processo educativo ensina a criança a preservar os nossos rios, flora, fauna, os animais de um modo geral”, explica Amorim.

O novo trabalho do chargista já pode ser adquirido pelas crianças. ‘Clarinha e o Boto’ segue o mesma linha adotada por Amorim e investe na preservação ambiental.

Enilson Amorim não pretende parar nessas histórias. O chargista conta que sonha em fazer animações de todas as lendas da Amazônia. “Todas essas lendas, eu vou fazer de tudo para transformar em curta de desenho e animação. Porque, afinal de contas, o desenho animado é uma alternativa mais divertida para a criança”, finaliza.

VEJA VÍDEO AQUI <—

 

Comentários