Obras da Avenida Manoel Marinho Montes serão reiniciadas nos próximos dias

Prefeito se reuniu com representante da empresa ADIM, que irá reiniciar os trabalhos - Foto: Alexandre Lima
Prefeito se reuniu com representante da empresa ADIM, que irá reiniciar os trabalhos – Foto: Alexandre Lima

Alexandre Lima

O prefeito da cidade de Brasiléia, Everaldo Gomes, recebeu em seu gabinete na manhã desta quarta-feira, dia 23, o engenheiro técnico da empresa ADIM, responsável pela obra de duplicação da Avenida Manoel Marinho Montes, que está parada por motivos técnicos.

Durante a reunião, foi anunciado pelo prefeito que foi liberado através do gabinete do deputado federal Flaviano Melo (PMDB/AC), uma emenda no valor de 1 milhão de reais destinados para dar continuidade de mais uma etapa da duplicação.

Segundo o engenheiro Nilton Silveira, um dos pontos da reunião, seria adequações no contrato da obra, pois já perdura desde 2011 e muita coisa mudou de preço nesse tempo. Disse ainda que os trabalhos poderão ter início na próxima semana a preocupação atual, seria o período de chuva que estar por vir e alguns administrativos que poderão ser normalizados.

O engenheiro Nilton Silveira (dir), um dos pontos da reunião, seria adequações no contrato da obra
O engenheiro Nilton Silveira (dir), um dos pontos da reunião, seria adequações no contrato da obra

Já para o prefeito, alguns trabalhos foram deixados de lado sem que houvesse um projeto a ser seguido pela administração passada. “Tem muita coisa a ser feita como cadastros de proprietários de imóveis que deverão ser indenizados e isso sequer foi feito, mas iremos fazer essa obra que é de interesse público e vai continuar”, disse Everaldo Gomes.

Levantamento esse em que se referia o prefeito, foi confirmado pela secretária de planejamento, Gorethe Bibiano. Disse que até a empresa de telefonia sequer foi comunicada oficialmente para que se adequasse no tocante ao cabeamento telefônico e somente agora estão trabalhando.

Com o pedido de reinício dos trabalhos, a planilha de preços também passou por adequação e será comunicado ao Ministério das Cidades, órgão que fiscaliza esses contratos. Alguns imóveis ainda da primeira etapa estarão sendo indenizados e os futuros serão negociados e se entende a morosidade nesse ponto.

A secretária reclama da falta de planejamento que não foi deixado, pois, qualquer administrador que assumisse a prefeitura, iria ter esses problemas. Ou seja, não existe nenhum projeto concreto deixado nesta, ou em outra secretaria do Município ligado à obra.

Esse levantamento somente está sendo feito agora com os donos dos imóveis e será concluído em datas futuras, com a participação dos moradores. “Esta obra não irá parar devido esses problemas deixados, iremos dar continuidade após a readequação na planilha de trabalho e preços. A empresa não vai parar os trabalhos já que a ordem de serviço foi assinada”, finalizou.

Projeto da duplicação sequer foi feito levantamento dos prédios que serão indenizados - Foto: Arquivo
Projeto da duplicação sequer foi feito levantamento dos prédios que serão indenizados – Foto: Arquivo

Veja vídeo reportagem dentro instantes.

Comentários