Obras da br-364: Dnit garante recursos para 2017

Deputado Federal Alan Rick e o Tiago Caetano – Foto: Divulgação

O deputado federal Alan Rick (PRB), esteve reunido no final da manhã desta terça-feira, 10, com o coordenador geral do DNIT do Acre, Thiago Caetano, para tratar das obras BR-364.

Em conversa telefônica com o diretor geral do DNIT em Brasília, Dr. Valter Silveira,  receberam informações importantes sobre o andamento da obra e o trabalho que  vem sendo realizado, em parceria com o senador Gladson Cameli, para a liberação da emenda de bancada ao Orçamento Geral da União de R$ 200 milhões, já incluída no PAC 2 para que esses recursos sejam empenhados no primeiro semestre deste ano para que o DNIT realize as obras na BR-364 no trecho entre Sena Madureira e Cruzeiro do Sul, hoje em precárias condições.

“O Dr. Valter nos passou uma informação importante: possivelmente no início de fevereiro, parte desses recursos serão liberados. Com isso o DNIT vai dar continuidade às obras da BR-364. O Thiago explicou que, em função do inverno intenso que temos vivido, a demanda de serviços tem sido muito grande, daí a importância desses recursos para manter a rodovia aberta”, disse o deputado.

Atualmente a coordenação do DNIT no Acre conta com R$ 10 milhões já empenhados para obras emergenciais em seis trechos da rodovia.

A liberação da emenda de bancada é importante por conta da chegada do verão amazônico, quando aumentam as frentes de serviço ao longo da rodovia. “Os R$ 200 milhões da emenda de bancada serão mais do que suficientes para que se consiga concluir esse trabalho de recuperação da estrada até o final deste ano”, destaca Thiago Caetano.

ANEL VIÁRIO DE BRASILÉIA

Outro ponto da reunião do parlamentar com o coordenador do DNIT no Acre foram as obras do Anel Viário de Brasileia e Epitaciolândia. Alan Rick e Thiago Caetano trabalharam juntos, em Brasília, em parceria com o senador Gladson Cameli e membros da bancada federal, para garantir a liberação desses valores.

“Os recursos do Anel Viário de Brasiléia e Epitaciolândia, é importante dizer, estavam praticamente perdidos e, não fosse nosso esforço, em parceria com o DNIT, o senador Gladson e a bancada, na última semana de dezembro de 2016, não teríamos conseguido salvar.

Mas graças a Deus a obra foi salva e os recursos estão garantidos”, disse o parlamentar, lembrando que essa ação garantiu o empenho de R$ 20 milhões para obras de manutenção, mais R$ 20 milhões das obras do contorno do Anel Viário, além da perspectiva de liberação, ainda este ano, de mais R$ 70 milhões.

“Com esses recursos garantidos, temos condições de começar as obras ainda este ano. Cumprindo esse cronograma, o Anel Viário de Brasiléia e Epitaciolândia deve ser concluído até o final de 2018”, disse Caetano.

Comentários