Operação Apocalipse de RO terá continuidade no Acre

O Acre segue apoiando os trabalhos da polícia civil de Rondônia na Operação Apocalipse, deflagrada há cinco dias  para combater a corrupção e o crime organizado naquele  Estado. A Secretaria de Polícia Civil confirmou ontem que as investigações de suporte tem continuidade no Acre. Não foram fornecidos detalhes.

A Apocalipse foi iniciada em 2011 pelo Grupo de Combate ao Crime Organizado (GCCO) da Polícia Civil de Rondônia, o Ministério Público do Estado  e o Tribunal de Justiça rondoniense. Cinco deputados estaduais (Hermínio Coelho, presidente da Assembleia Legistativa; Cláudio Carvalho, Adriano Boiadeiro, Jean Oliveira e Ana da 8) foram afastados; vereador de Porto Velho, Jair Monte, está preso preventivamente  dois outros vereadores, também da capital rondoniense, estão detidos temporariamente.

Estão sendo investigadas empresas de Rondônia, Acre, Mato Groso, Rio Grande do Norte, Distrito Federal, São Paulo, Amazonas e Paraná.  Além dos políticos suspensos e presos, vários vereadores de Porto Velho tiveram suas casas e escritórios vasculhados pela polícia.

Comentários