Publicado em 5 de março de 2013

Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa é lançado no Acre

Uma ação das secretarias estadual de Educação e Esporte (SEE), Secretaria Municipal de Educação (Seme) e a Universidade Federal do Acre (Ufac), foi realizada na manhã desta segunda-feira, 4, o lançamento oficial do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (Pnaic) no Acre.

PACTO_NACIONAL_pela_
O Pnaic prevê o apoio técnico e financeiro da União para Estados e municípios para garantir a alfabetização dos alunos da rede pública (Foto: Eunice Caetano)

O evento, que contou com apresentação cultural do Centro de Multimeios da Seme, tem como finalidade orientar a formação de orientadores de estudo e coordenadores do Pacto no Estado, para garantir que 100% dos alunos acreanos com até oito anos de idade estejam plenamente alfabetizados nos próximos anos, isto é, consigam ler, compreender e escrever textos adequados para a idade escolar.

O Pnaic prevê o apoio técnico e financeiro da União para Estados e municípios para garantir a alfabetização dos alunos da rede pública até os oito anos de idade. Na última terça-feira, 26, foi aprovada no plenário da Câmara dos Deputados a Medida Provisória 586/2012, que cria o Pacto e que já havia passado por uma comissão mista do Congresso, que agora segue para o Senado.

A formação continuada de professores é um dos principais pontos da ação educacional, que terá bolsas oferecidas aos profissionais e outras atividades voltadas para o cumprimento dos objetivos do pacto, com estimativa de investimento avaliada em R$ 3 bilhões até 2014.

Segundo a pró-reitora de Graduação da Ufac, Socorro Neri, essa parceria trata de um interesse comum para incentivar o letramento e a alfabetização na idade certa, estreitando ainda mais os laços com as secretarias de Educação.

A formação atendeu professores de Acrelândia, Assis Brasil, Capixaba, Plácido de Castro, Santa Rosa, Xapuri, Bujari, Brasileia, Porto Acre, Sena Madureira, Senador Guiomard, Epitaciolândia e Rio Branco, que irão incorporar novos conteúdos para que os educadores possam ter o reconhecimento necessário para agir como multiplicadores, incluindo uma rotina de acompanhamento para reforçar a continuidade das etapas de formação nas escolas.

Daniel Zen, secretário de Estado de Educação e Esporte, acredita que a inclusão do Pacto às medidas adotadas pelo Estado irá dar uma sequência natural para o aumento da oferta de ensino público de qualidade. “Antes, apenas 27% dos nossos professores possuíam ensino superior. Hoje, esse número aumentou em 70%, refletindo o nosso empenho em aperfeiçoar os educadores e suas estratégias de sala de aula”, afirma.

Comentários

Publicidade

AcreLista.com