Pesquisador diz que estado do Acre poderá enfrentar seca mais severa dos últimos 50 anos

secaDavi Friale, pesquisador meteorológico, há mais de 25 anos estudando o clima da Amazônia Ocidental, divulgou em seu portal, que o Acre poderá enfrentar a pior seca dos últimos 50 anos.

Friale esclarece porém,  que o sol tem vários ciclos de atividades com altas, médias ou baixas emissões de radiação. Essas radiações afetam diretamente o clima da Terra e, por isso, a cada, aproximadamente, 60 anos, ocorrem eventos extremos em toda a atmosfera terrestre como conseqüência do maior ou menor aquecimento dos oceanos.

Segundo as explicações do estudioso, Brasileia, no Acre, foi, literalmente, coberta pelas águas do rio que banha a cidade, tal a intensidade das chuvas e  Rio Branco, no início deste ano de 2013, teve o recorde histórico de acúmulo de chuvas com 132mm, em, menos de 12 horas;

No Acre diz ele, uma forte massa de ar seco, impulsionada por altas pressões atmosféricas localizadas no centro-norte da Argentina, deixou o tempo seco e ensolarado, ainda na primeira quinzena de abril deste ano.

Entre essas grandes massas de ar seco está a massa tropical continental, localizada sobre o chaco paraguaio-argentino e que é alimentada por massas de ar seco de origem polar austral. Essa massa espalha-se pelo corredor de terras baixas localizado no sentido norte-sul da América do Sul, no qual o Acre está inserido.

As altíssimas pressões atmosféricas no continente Antártico, cujo ar é extremamente seco, deslocam-se para o continente sul-americano provocando muito vento do sul. Na Argentina, essas massas de ar ganham reforço e se movimentam em direção à Amazônia Ocidental, atingindo, principalmente, o Acre, que fica na entrada principal dos ventos de sudeste

Assim, se não houver nenhuma alteração na atual tendência meteorológica, o Acre e toda a Amazônia Ocidental poderão, já neste ano de 2013, enfrentar a maior seca dos últimos 50 anos.

A grande seca de 2005, que assolou nossa região, foi prevista e amplamente por nós anunciada, no mês de abril, teve as mesmas características atmosféricas iniciais deste ano de 2013, só que com menor intensidade.

Desde o dia 14 de abril alerta Friale, o Acre foi invadido por uma intensa massa de ar seco, cujos ventos sopram, moderadamente, de sudeste. Em Rio Branco e em todo o leste do estado, as chuvas cessaram completamente e, a cada dia, a umidade do ar tem baixado mais, fazendo cair a temperatura, durante a noite.

Na primeira quinzena do próximo mês de maio, uma forte frente fria chegará no Acre e, logo em seguida, outra intensa massa de ar seco deixará os dias, novamente, ensolarados e secos por um bom tempo.

Portanto diz, é bom ficar atento, pois todas as condições meteorológicas atuais indicam que uma seca severa poderá atingir o Acre e as regiões próximas.

 Com informações do Portal o Tempo Aqui

Comentários